Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reflexões de amor (os poetas). - DUETOS COM ILIA

Reflexões de amor (Os poetas)

Atribuir à razão de nossos versos e palavras
Ao amor, a paixão que está e estará sempre!
Ligada e ligados a todas nossas declarações.
Que ainda atribuímos nossas almas a razão!
Da beleza e versatilidade de nossos poemas.

Escrever não é só escrever sim compreender
O que se passa ao redor, frente e atrás
São nossas virtudes escritas num papel
É o amor que temos com as palavras
A dádiva encaminhada com esperança.

Nossa alma é inspiradora sim e esta sempre!
A nos auxiliar, a guiar nossos caminhos
A pedir a paz a nossas palavras e frases.
E nelas tem sempre a visão.

E essas frases são criadas com o coração
Vindas da alma nossa nobre e pobre
Mas cheia de riquezas que alguns homens podem ter
E que esses homens sejam tão nobres quanto nós
Seres poetas...
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Sozinha – Não estas comigo.
Sozinha – Não estas comigo.

Ilia

Sozinha eu acordo!   Levanto
Divirto. Como! Volto a dormir

Elio

Você esteve sozinha. Hoje!
Há dias estou com você.
Em pensamentos.

Ilia

Sozinha sempre foi a minha vida
Cresci. Brincava Chorava

Elio

Dos brinquedos da vida.
Dos sentimentos da negatividade
Trouxe para nós a beleza da alma.

Ilia.

Sozinha eu me apaixonei
Amei. Entreguei-me
Sofri

Elio.

Muitas vezes nos apaixonamos.
Amamos. E entregamos a sentimentos tolos.
Sofri-se. Para viver alegrias no amanha.

Ilia.

Sozinha eu me enganei
Iludi-me. Lutei. Pedir

Elio.

Os enganos não és privilegio seu
É da vida e são de nós seres humanos.

Ilia

Sozinha eu fico
Na sala. No quarto. Não agüento
Mato-me.

Elio.

Não estas só. Estas com tua alma.
E junto a ela a minha a lhe amparar
Neste quarto não, não findará seus dias.
Ai eles começam, ai chegou eu.
Que te amo. Que te adoro Meu amor.
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

QUERIA

O que queria era ter você
Na esperança de encontrá-lo
Andando na rua sem rumo
Queria ter sido o seu rumo
O caminho pelo qual percorre
Queria que fossem para mim
As declarações que faz a ela
Queria ser ela
E só consigo ser a outra, a amiga
Os ombros aonde vêm chorar
Por um momento queria seus lábios nos meus
E ouvir dizer que ainda me ama
Só queria-te de volta
Em todas as manhãs e noites
Na verdade só queria voltar no tempo
E esquecer o dia que se foi...
Queria para de chorar de saudades.


Eu digo
Você a mim pertence
Tua esperança é sonho realizado.
Andaremos pela rua de mãos dadas
Com o destino fixo o de nós, só nós.
No caminho e direção do nosso amor.
Das declarações a faremos se eternizar.
Da amizade torna-se o amor.
Ao meu peito encostará e terás o sorriso alegre
Nos teus lábios o refugio dos meus.
Quantas vezes direi eu te amo.
Nas manhas e noites.
Na verdade a volta concretizada.
O amor e paixões refeitas.
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Publicar palavras...

O coração dita. Para que a alma reflita.
O lápis rascunha o computador edita.
E eu ou nós publicamos... Palavras e ou...


Não fazemos duetos! Nós pensamos juntos e de nossas mentes e nossas almas partem nossas idéias que as transformamos em poesias: poemas: sonetos: Elio Candido de Oliveira e Ilia Noronha
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Pertenço a esse leito

Tenho saudades deste leito
Saudades do nosso ninho de amor
Não o deixe frio por muito tempo
Deixe esquentá-lo para você

Estou sempre aqui ao seu lado
Quero tocá-lo e beijá-lo por varias vezes
Não se desespere. Se enlouquecer
Então me enlouqueça com seus toques

O meu cheiro esta em você
O sabor da tua boca está em mim
Não é ilusão estou aqui
Estou em você

O meu corpo a te pertence
Ouço o teu chamado
Quero me perder em seu corpo
Ser o seu ninho o seu aconchego

Acorde meu amor
Seu sonho é real
Esse leito quente ainda me chama
Pertenço a ele
Quero amar-te hoje e agora.

O leito ao lado no qual dormistes
Está frio. Sem vida sem um ser.
Em especial sem você.
Fecho os olhos! Imagino você.


De um lado. Sonho.. No outro
me desespero. É noite! Penso..
Onde! Onde está você. Louco estou

Sinto aquele perfume! Me arisco a senti-la
Perto e encostada a mim. Engano e pura ilusão

Teus lábios e teu sorriso.
Teus seios pouco avolumados.
Parecem querer sair das presilhas
Sonho acordado nada mais.

O sono não vem. Nem é você.
Nem vem você. Rolo na cama.
A maldita insônia!Venha viver pelo menos
nos meus sonhos.
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

O amanhã sempre nos espera
O amanha sempre nos espera.
É às vezes fustigante a espera. Do acontecimento.
Não, não falemos de amor em eternidade.
Mas falamos das nossas alegrias.
Que estamos que venha a se realizar
Daquilo que a nossa alma sorri.
Do viver em paz. Do viver em plena harmonia.
A harmonia de nós. Nós e nós. A esperança
Do ver você. Do amar você. Do sentir seu corpo.
Numa extensão do meu corpo.
Sempre e sempre com teu sorriso teu amor.
E do meu desejar profundo. Na saudade

Saudades essa que me mata e me aflige
Se amanhã nos espera, então que chegue logo
Falar de amor, alegrias que realizaremos
Fica aqui é sempre uma dádiva a esperar
Um sonho a alcançar. Amo você
Não quero só o meu corpo te entregar
Quero ser tua, completamente tua
Esse é meu desejo. Teu desejo
Ah! Essa saudade estar a me matar.
Amo você.
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Meus sonhos encontrar você amor


Nossos corações e almas pensam e raciocinam juntos e escrevemos nossos poemas...


Eu procuro alguém! Alguém que anseio.
Neste dia encontrar... Mas a vejo ainda
Só nos meus sonhos. Minha alma!
Esta a me chamar e ainda não a ouvi!
O que ou quem ela é.

Eu procuro alguém que encontre vida
Neste corpo que merece descanso
Alguém que me ame do jeito que sou
E nos meus sonhos que você aparece

Esta vida que vem para mim
Neste corpo que oferece - me a paz
Vou amar e deixá-la sempre do meu lado.
Sonhos serão realidades. Grandes!!

Um amor capaz de construir pontes
Ser forte como uma montanha dos grandes Alpes
Quero amar alguém que enxugue minhas lágrimas
E me entregar ao seu corpo como uma menina que pede colo

As pontes que construiremos é nosso destino.
Seremos fortes e fortes no amor.
Nossas lágrimas serão de felicidades pelos aconchegos.
Esse corpo menina/mulher é meu fascínio e será minha
Salvação.

Você que não és mais sonhos e sim minha realidade
O amor que procurei e encontrei nesses caminhos
Tortuosos que passei. Um amor meu de alma
Que sempre ouvia a me chamar
Amar-te agora será minha vida.

Minha presença terá para a eternidade.
De sonhos não mais falaremos.
Diremos agora dos belos caminhos que seguiremos.
Que tumultuo não haja mais. Paz as nossas almas
A paz a nós e o amor intenso e apaixonado.
Minha querida e meu amor!!!
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Ilia Noronha & Elio Candido de Oliveira - um pedacinho de nós

Elio quem é você?
Eu sou Elio Candido de Oliveira.  Nasci aos 07, 01, 1953 na cidade de Campos Altos - MG

Ilia quem é você?
Sou Ilia Noronha César Neta. Nasci em 04/09/1983 na cidade de Manaus- Amazonas

Ilia Seus pais?
Meu pai Senhor Jose Cipriano Nascido em São Paulo e minha mãe Senhora Clarice Lemos nascida no em Itacoatiara, interior de Manaus.

Elio Seus pais?
Pedro Candido de Oliveira e Sebastiana Cândida de Oliveira nasceram na cidade de Pratinha - MG

Ilia você sempre residiu em Manaus?
Sempre, nunca sai daqui.

Elio você sempre residiu em Campos Altos?
Eu saí de Campos Altos em 1969 e vim para Ibia - MG onde estou ate hoje

Ilia, você estudou até... Que?
Minha vida sempre foi os estudos. Comecei as estudar aos seis anos, nunca repeti o ano e tenho orgulho de dizer isso. Quando terminei o 3º ano colegial entrei para faculdade. Hoje sou formada em Pedagogia.

Elio, você estudou ate. Que?
Eu fiz o primário no grupo Escolar Deiro Borges em Campos Altos minhas saudades, e depois fiz o curso Técnico em Contabilidade onde me formei em 1972

Ilia você trabalha?
Não. Na verdade nunca trabalhei, fiz um estagio na secretaria municipal. Ajudávamos crianças "carentes" a ingressarem na escola. A famosa bolsa escola e PETI.

Elio você trabalha?
Eu trabalhei em todos os serviços, tirei areia de canoa em um rio da minha cidade, fui servente de pedreiro, fui ofice-boy, fui contador de Prefeitura Municipal de Ibiá por 18 anos, hoje trabalho por conta própria.

Ilia. Que acha em três palavras do Presidente Lula:
Corajoso, Submisso, determinado

Elio. Que acha em três palavras do Presidente Lula:
Canalha, babaca, idiota

Ilia. Quantos amores. Na vida?
Tive um amor verdadeiro e de alma. Um poeta que me encantou. Tive paixões boas paixões. Mas amor só um.

Elio. Quantos amores. Na vida?
Eu tive vários encontros, uma paixão um amor, uma pessoa que esperei 29 anos oito meses e 2 dias para reencontrar

É possível Ilia amar 2 pessoas ao mesmo tempo Amor mesmo?
Sinceramente falando sim. Amores não iguais, mas intenso. Eu digo por que amo assim. Amo meu noivo, mas tenho um amor maior que a mim mesmo.

É possível Elio amar 2 pessoas ao mesmo tempo Amor mesmo?
Eu amo 2 pessoas, é possível sim, amor diferente, amor, amor e amor respeito.

Ilia Você Mataria por amor?
Nunca. Jamais. Uma vida não vale um amor, pois isso não é amor

Elio Você Mataria por amor?

Tenho duvidas, Mas com certeza eu venceria esse amor com a espera como fiz.

Você escreve no Recanto das Letras por quê?
Conheci o Recanto através de uma amiga. Antes escrevia só para publicar meus poemas, para guardar. Hoje vejo de outra forma, publico para as pessoas me enxergarem, compreender o meu mundo, e se apaixonarem como me apaixonei pela arte de escrever.

Você escreve no Recanto das Letras por quê?

Eu escrevo desde 1974, e recentemente a um pedido da Mulher especial a que esperei comecei novamente a escrever com mais dedicação e também publicar. O romantismo meu forte.

E você Ilia o Romantismo ou o meio erótico?
Os dois. Romantismo é minha paixão o erótico é onde liberto meus desejos e sonhos profundos.

E você Elio o Romantismo ou o meio erótico?

Eu adoro escrever o Romântico, e com raridade busco o meio erótico gosto de testar minha capacidade de escrever. Pois não gosto de ditar o corpo como realmente descrevi-se.

Ilia. Se tivesse que fugir do Brasil para onde iria?
Nova Zelândia. Amo essa terra, ilha. É o meu cantinho de paz. Nem sei como descrevê-la. É um encanto que me chama... Fascina-me

Elio. Se tivesse que fugir do Brasil para onde iria?
Iria para onde não tivesse nenhuma lei de extradição, pois este país Brasil de Corruptos

Ilia defina a Ilia. Como queira:
Uma menina que tem medo de crescer, uma mulher que deseja ser amada. Tens seus medos profundos. Fantasmas que a perseguem. Uma sonhadora que acredita que o mundo irá mudar. Confia cegamente nas pessoas. Bondosa, mas possui um lado sombrio aterrorizante. Às vezes muito chata e malcriada. Ilia é triste muito triste, mas tem uma vontade imensa de sorrir. Ela é assim um vulcão em erupção...
Uma tempestade, uma folha ao vento sem rumo...

Elio defina a Elio. Como queira:
Um ser um animal, um homem que adorou altas horas, que adorou as bebidas alcoólicas, as mulheres. À noite em síntese. O religioso espírita. A caridade, a esperança, a luta sem fim.

Ilia, numa palavra eu defino você:
A MINHA AMIGA FIEL... EMBORA A TANTA DISTÂNCIA OBRIGADO.
Elio, numa palavra eu defino você:
Um Anjo amigo e amado... Agradeço a Deus por ter aparecido na minha vida
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Incerteza

ilia noronha

Creio que tenho o amado
Pois apenas a ele
Meu encanto florescia
Como flor feliz
Em manhã de chuva rala...

Tenho medo que ninguém
Seja capaz
De me amar de verdade

Acho que preciso de amor
De alguém que ache em mim
O encanto
E que me dê vida
Em um olhar

E sonho apenas
Com sua presença
Quero encanto
Não paixão
Quero seu amor eterno...


elio candido de oliveira

Por quanto tempo esperei esse amor.
Só você eu esperei.
Todo meu amor reservei a ti.
Posso ainda ser feliz.
Nesta manhã. Neste dia enfim.

Não, não cisme. Você é.
E sempre capaz
De fazer alguém te amar.

Tu não precisas buscar amor
A ti reservei todo o meu amor.
Tudo que precisas
Vou dedicar lhe minha existência.
E todo meu ser

Eu cobro realidades
Quero tua presença
Paixão e tesão.
Amor respeito. Amor emoção.
E para a eternidade...
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveir

Eu & Ele

Eu...

No teu coração
Quis morar
Não me deste a chave
Não me deu esperança
Agora vivo
Em tuas lembranças


Ele...

O meu coração esta sempre a ti esperar
Haverá sempre vaga a te acomodar.
As chaves não há necessidade
As portas jamais se fecham a você
Minha esperança é ver você chegar
E vivo você
Eu viverei a tua presença...
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Apenas por uma noite


Nossos corações e almas pensam e raciocinam juntos e escrevemos nossos poemas.


Posso ver a gente fervendo assim
Em só uma noite com você
Nossos sonhos irão se realizar
Olhares se cruzando
Minha boca desejando a sua
Minhas coxas e quadris te hipnotizam
Sei que me queres e assim irá me ter
Apenas por uma noite

Esta presença constante de nós
Nesta noite tudo se modifica.
Muito mais que sonhos fantasias realizarão.
Nossos olhos e nossa alma.
Tua boca e mais teus lábios.
É o chamativo dos meus beijos.
Pernas coxas quadris uma doce loucura
Que entre quero entremear
Nesta noite! Apenas por uma noite.

Fazer dessa noite um lugar ao amor
Sedentos serão os beijos
Ardentes serão nossos corpos
Unidos ao único desejo
Amar e eternamente amar
Quero você em mim. E eu com você
Não quero que tenha fim
Um amor eterno! Apenas por uma noite

Tornou-se além de tudo um poço de nossos desejos.
Sede de amor de abraços ternos.
Nossos corpos em delírio e em desejos.
Amamos eternamente.
Em ti estarei e nada de vestes como nascemos.
Úmidos sim, molhados mesmos de nossos sexos
Em união que não terá fim.
Amor em eternidade. Apenas por uma noite.

Mas essa noite se acaba
E com ela você se vai
Levando o meu amor e desejo
Mas em meu corpo ainda tem o seu cheiro
Ainda sinto sua presença em mim
E como tudo parece um sonho
Perco-me nos meus pensamentos
Mas a graça que os deuses concederam-me
É saber que era sua apenas por uma noite.

Não se acaba esta noite.
Ela termina e outras virão.
Teu amor e desejos saciei
E me saciei, nossos corpos se cheiram
Um e o outro. Em ti permaneço com meus gozos
E sinto teu corpo entrelaçado ao meu
Mesmo estando a distancia.
Deus nos concede aquilo que amamos.
Minutos horas uma noite é para nós eternidade
E sabemos é apenar por uma noite.
Uma bela noite de amor.

O coração dita. Para que a alma reflita.
O lápis rascunha o computador edita.
E eu ou nós publicamos... Palavras e ou...
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

AMOR - VERDADES E MENTIRAS

A nossos sentimentos as nossas vontades.
A nossos colóquios nos encontros de amor.
Que em grande intensidade vivemos.
Estamos sempre a ser verdade.
O amor não permite mentiras.

Mentira não existe para quem ama
A verdade reina em minhas palavras
Pronunciadas com amor e doçura
Nossos encontros são fantasias realizadas
Em sonhos loucos conquistados


O coração dita. Para que a alma reflita.
O lápis rascunha o computador edita.
E eu ou nós publicamos... Palavras e ou...
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Amor sem juízo

Ao seu lado descobri o amor o sentimento puro e límpido
Lembro dos nossos encontros secretos e sigilosos
Das nossas risadas quando contava uma piada
Lembro-me de quando você me amava, o jeito que
Mexia meu cabelo
Que ficava sem jeito quando me olhava

Mas tudo isso acabou da forma dura e violenta
E esse amor tornou se sem sentido
Tiraram meu coração com as mãos
E despedaçaram em cacos de vidros
Jogado no chão onde ele se encontra

Esse amor era a minha fraqueza o único que me domava
Agora o que me resta é essa dor no peito a angustia
Mata-me e prende-me numa solidão, onde não vejo saída.
Hoje me entrego aos prazeres da vida mundana e ressarcida
Fazendo de conta que ainda me resta em algum lugar
Ou ainda em meu coração que sirva para amar


Não julgues ninguém, pois este julgamento depende de seu interior! Que é seu juiz e também o juiz dos outros (Elio Candido de Oliveira –Ibia - MG)
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Amor além da vida

Hoje aqui nesse ninho de amor com você
Um minuto de silencio. Um minuto apenas
Recostar minha cabeça no seu peito
Amar-te numa loucura sem fim
Viver sonhos lindos e inesquecíveis
Sei que me amas e sei que irei amá-lo sempre

Tens mais de um minuto. Tem o tempo necessário
Encoste-se a este peito que te espera. Que anseia
O amor que tens, e o que posso lhe oferecer
As realidades substituíram os sonhos.
A amarei e tu me amarás. E para sempre

Esse amor não é só uma aventura
Um passatempo ou uma diversão
É amor que criou raízes profundas
No meu coração e alma
É dele que crio coragem para lutar
Uma força para gritar aos quatro cantos
Que amo você

De aventuras não posso seguir
Pois você não sempre foi o sonho
Este amor muito mais criou bases.
No amor e no coração e na alma.
E dele comecei a viver e a amar a mim.
E pude então sentir o gosto do amar.
E o gosto de ter você.

Eu amo ter você, hoje e sempre
Um sentimento infinito
Que ultrapassa a barreira do tempo
Contigo quero viver até o dia amanhecer
Enquanto durar a minha vida
E depois que estiver partindo
A minha espera por ti será eterna
Mas sabendo que a mim você espera
Numa viagem eterna.

Transformastes minha vida, a minha alegria
Apaixonei quantas vidas eu conseguir viver
Por você serei sempre apaixonado.
Você esta em mim estás em meus sonhos.
Nos meus dias, nas minhas noites.
Nos meus dizeres. Estas em mim
Como tudo. Meu amor por você.
Supera em muito esta vida.
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

Amor a dois

Ama-me
E me tome em seus braços
Doma-me e deslize sua mão
Neste corpo nu que te pertence
Beija-me, prove-me
Com esses lábios molhados
Entorpeça-me, sacia-me
Essa vontade louca de estar ao seu lado

Este convite eu aceito.
Minha mão se deslizará
Neste corpo perfeito, que para mim se despiu.
Quero beijar todo esse corpo.
Quero você tremula. De emoção.
Quero seus grandes lábios molhados;
E teus olhos a me seguir
Quero que venhas em vontades e em prazer.

Você conhece meu corpo
Conhece meu desejos
E quando me toca, estremeço
Venha e me aqueça até ferver
Carecia-me e derreta todo o seu amor
Meu corpo pede o seu corpo
Meus lábios pedem os seus lábios
Faça tudo o que quiser

Teu corpo é sempre um desejo.
Mas está sempre a me surpreender
Quando nele encosto ele para.
Se estremece, baila, como as dançarinas
Da dança do ventre.
Aqueces o corpo. Muda o temperamento
Este corpo desmaia abaixo do meu.
Mordo teus lábios. Teus seios.
Enlouqueço-me.

Quero-te agora
Sinto suas carícias em minha pele
Seus lábios em meus seios
Sinto o seu cheiro em mim
A textura da sua pele
O toque das suas mãos
Os desejos me atiçam
E murmuro em seu ouvido
Sou tua...

Este chamar atiça o fogo
Fogo de meu corpo a te procurar
Sugar teus seios eriçados.
Teu perfume. O odor de nossos sexos.
Nossas peles. Nossas mãos.
Nossos corpos integrados.
Impregnados de amor e loucuras.
No orgasmo infinito.
Sussurros. Prazer amor.
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira


Amigos em atos e em palavras

Eu te proponho. Na madrugada. . .
Quero esta noite contigo amar e sonhar
Que fale simplesmente do amor,
Este amor descabido e com tanto sentido,
Das pessoas que nunca se viram
E se interessam em uma amizade
E passam a ser parceiros tão distantes.

Eu pretendo neste período e neste instante
Ser o amigo e o amante sem o ser
Eu quero vida participativa e feliz
Eu quero preocupação com você
Eu não quero que chores, nem que sofras
O interesse é pela sua paz
Esta paz que te desejo.

Amigos em palavras e nos atos. Amantes nos poemas e poesias.
Na vida nós nos amamos e pós-morte nos eternizamos.

O coração dita. Para que a alma reflita.
O lápis rascunha o computador edita.
E eu ou nós publicamos... Palavras e ou...

Almas em conflitos

Sempre chorando seu falso amor
Algumas lembranças me deixam tristes
Procuro aliviar minha alma. Procuro viver
As traições da vida causaram transtornos.
Que estou a pensar e a reconstruir.
Quis fazer tudo por este amor.
Mas segui meu destino e nada fiz.

Por ser tão fraco também segui a minha vida
Como pode me acusar de algo que fiz
Mal pude dizer o que aconteceu
Estou perdida em lembranças de solidão
Sacrifiquei meu amor por você
E agora o que me resta é viver sem você

A agonia de amar-te demais
Causou todos os meus fracassos.
Os ciúmes doentios. Os mal entendidos.
Quero me perdoar primeiro. Quero sim.
Depois disto eliminar tua solidão.
Que não é menor que a minha.
Esta solidão na multidão! Amor!
E terrível. Viverás pouco sem mim.

E todas essas duvidas que você criou
Aumentou mais a minha tristeza
Saber que foi seu grande amor por mim
Que te colocou em conflitos
Queria mais que confiasse em mim
Por que me abandonou? Deixou de me amar?
Perguntas que creio que não terei resposta
E na multidão irei procura o consolo do meu coração.

É veja minha querida, que causa o amor em demasia
Tua tristeza quero apagar
Com meus beijos e muito mais com minha atenção.
E com minha confiança eterna.
Abandonei, mas quanto sofri minha querida.
Agora sei que errei. E que nada tenho a perdoar
E sim te pedir perdão.
Não haverá procura de consolo na multidão.
Eu lhe darei o consolo. Em nosso ninho de amor.
Que reconstruirei...
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

procuro / Me encontre

Eu estou a buscá-la em todos
os lugares
As noites se vão e nada
de eu te encontrar
O desespero

Aqui estou a sua procura
Nos lugares mais pertos de você
Todos os dias e noites estarei aqui
Não se desespere

Você não aparece
estou cansado
De caminhar
Preciso de encontrá-la

Não desista de me procurar
Seus olhos não me encontram
Mas seu coração me vê
Preciso de você

Me desespero, você não vejo
Imagino como deves estar
Ameaças chover , onde??
Dê me um sinal

Feche os olhos, fique parado
A chuva não irá molhá-lo
Estou diante de você
Beije-me...
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

A paixão não deixa


Não importa quanto tempo leve para encontrar o amor.Você percebera e dele ira realizar todos os desejos. Amar é sublime viver dele é uma dádiva.

Aprendemos no tempo, aprendemos na vida, que é preciso amar, e muito mais saber revelar e conceder o perdão; E que a volta é a eternidade do amor e a eternidade dos sonhos.

Ilia Noronha & Elio Candido de Oliveira
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira

A mulher como uma flor

Flor nascida da lagrima de uma mulher
Mulher desejada na base da razão
Um amor cultivado no coração
Desejos e paixão.

Os desejos que sinto, por você;
Você mulher que é tudo.
Que busto ainda trazer para junto de mim
Como a alegria que falta.

Alegria que me anima e vive
Mulher que sou amada por ti
Que me entrego de corpo
No teu corpo que anseio por tua espera
Sedenta de desejo violando os teus segredos

Cada instante, cada momento que vivemos.
Significa que é possível se amar.
Que há entrega de corpo e de alma.
Que nossas carnes se encontram
E que os orgasmos se seguem
E se segredos existem revelados estão.

Quando revelados nós nos encaixaremos
Como almas distintas
Você saciando uma vontade feroz
Eu alimentando o seu prazer

Há sintonias entre nós.
E você causa esta voracidade de desejos
Que me sacias com mesma voracidade
Que caminhamos a um futuro em paz.
E nossas almas se aplaudem e aplaudidas
Estão por nós...
Ilia Noronha e Elio Candido de Oliveira


ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Enviado por ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA em 28/11/2007
Reeditado em 29/11/2007
Código do texto: T756981
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (elio candido de oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA
Ibiá - Minas Gerais - Brasil
4102 textos (160039 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 07:00)
ELIO CANDIDO DE OLIVEIRA