Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um toque de mãos.



Olhares feitos flechas, lançados a colisão...
Aquele contemplar meio encabulado... Há ou não aceitação?
Depois um riso desconfiado, com medo da não devolução...
Sorriso trocado, coração disparado!
Então, temperam-se os sonhos.

Seguimos com nossas aspirações
Enterrados em cada fim de noite...
Ressuscitados no próximo amanhecer.

E outro dia cai;
Outra vez nos apreciamos, nos sorrimos;
Nossa timidez vence outra vez.

Outro dia, mais um dia...

E quem sabe num desses dias;
Um esbarrão, um toque de mãos...
Um tremor vai acender os gravetos da paixão!

Nossos corações se farão luminárias!


..................................................................................



E eu sou aquela flor, plantada no canteiro da esquina,
onde os caminhos se encontram.
Você passou me olhou...
Continuo lá, a te esperar.
Não tenho pretensão de embelezar qualquer caminho...


“Só o teu”!



Lanna Agda
Enviado por Lanna Agda em 29/11/2007
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T758474

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lanna Agda
Londrina - Paraná - Brasil
525 textos (53877 leituras)
2 e-livros (181 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 11:55)
Lanna Agda