Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABANDONO

SENTADO AO MEIO FIO DA CALÇADA, AVISTEI UM VELHO PALHAÇO. DEBRUÇADO OS COTOVELOS AOS JOELHOS E CABISBAIXO, APROXIMEI DELE
E COM JEITO PERGUNTEI O QUE ESTAVA ACONTECENDO COM ELE.
O DONO DO CIRCO NÃO QUER QUE EU TRABALHE MAIS.
DISSE ELE.
QUE PENA , DISSE EU.
ELE RESPONDEU.
-- MEU JOVEM, A VIDA É ASSIM,ENQUANTO VOCÊ SERVIR AO SEU PATRÃO ,OU A SUA AMADA SEMPRE SERÁ BEM RECEBIDO.
NO MOMENTO EM QUE DEIXOU DE SERVIR AO SERVO OU A AMADA.
A GENTE NÃO SERVE PARA MAIS NADA.
ENQUANTO EU FAZIA A PLATÉIA RIR,A MINHA ALMA CHORAVA CALADA POR DENTRO.
OLHEI PARA O ROSTO DELE, CAÍRAM LÁGRIMAS.
PRIMEIRA VEZ QUE EU VIU UM PALHAÇO CHORAR.
Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 07/03/2005
Reeditado em 10/04/2013
Código do texto: T5882
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:14)
Milton Nunes Fillho