Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CÃOZINHO ABANDONADO

Amanhece... um límpido dia de inverno
Temperatura amena, astro rei radiante!
Praças, ruas, jardins agraciados pelas invernais florações
Azaléias, ipês... espalhando perfumes e cores no ar!

Vontade de conquistar o mundo...
Sair sem rumo, a passear...
Mas... algo me prende... me paralisa
Me sinto tão sem vida para desfrutar
Toda a beleza que me rodeia!

Paro e me pergunto o porque...
Algo me prende... não permitindo
Que eu volte a viver!

O mundo todo a minha volta...
E eu... me sentindo um cãozinho...
Acorrentado a uma casa, apertada...
Aquelas correntes mínimas...
que não permitem movimentos...
Vigiada?

Presa a um sentimento....
Esperando, como o cãozinho
O seu dono chegar e lhe dar um carinho...
Mas o dono não chega...
Olhar de tristeza, fome, abandono...

De que adianta ter o mundo à disposição?
Ter o dia radiante, tempo, se falta alegria...
Se meu coração não quer liberdade...
Quer você, a devolver-lhe a vontade
Desse mundo lindo aproveitar!

Livre-me dessas amarras
Que eu mesmo me prendi...
Preciso de sua atenção, seu carinho...
Preciso de você a fazer meu mundo vibrar!

Santo André, 15.07.04 - 12:30 h

Enloucrescida
Enviado por Enloucrescida em 03/07/2006
Código do texto: T186732

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Enloucrescida
Santo André - São Paulo - Brasil
634 textos (89716 leituras)
14 áudios (2047 audições)
4 e-livros (1045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:07)
Enloucrescida