Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De novo a saudade.

Quando acordei hoje, estava a sorrir e uma paz tão grande me envolvia que parecia não estar aqui.
Ao longe, o canto do sábia se fazia ouvir anunciando um novo dia e me chamando de volta á realidade.
Procurei recordar, por onde teria andado durante as horas do sono, pois sei que só repousa o corpo, veículo que me serve nesta vida. A sensação de bem estar era grande, como a me dizer; - não te preocupa, estavas em boa companhia...
Uma saudade doce, então me invadiu e novamente o sorriso se estampou em meu semblante.
Não importa com quem eu estava, importa que me fez bem, que me revigorou as forças, que aprendi mais alguma coisa.
Não importa que ficou saudade, pois ela me dá a certeza de que estou aprendendo a viver a vida e que posso me doar mais.
Se nos dessemos a oportunidade de aprender com as coisas boas e ruins estaríamos fazendo mais por nós mesmos e por aqueles que amamos.
Se nos dessemos a oportunidade de aproveitar todos os momentos, que a vida nos oferece teríamos mais chances de conhecer a saudade que nos remete ao passado, nos projeta no presente e nos dá esperanças do futuro.
Malene
Enviado por Malene em 05/10/2006
Reeditado em 05/10/2006
Código do texto: T256795
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Malene
Taquara - Rio Grande do Sul - Brasil
514 textos (34807 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:08)
Malene