Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cara Solidão

Cara Solidão:



Cara solidão, você me pega novamente conversando contigo. É monótono estar longe de você, pois nos momentos de introspecção aprendi a te encontrar e a te gostar. Em todos os lugares do mundo, por mais agitada que seja minha vida, é com você que realizo todos os meus desejos. Naquele singelo momento de entrar no banheiro, tirar a roupa, ligar a ducha, e sentir a água no corpo, e você no meu pensamento. Sinto uma higiene mental tomar conta de mim, o ecoar das palavras vão se encaixando, e as idéias começam a fazer sentido. No meu quarto, deitado, olhando para o nada, e visualizando tudo o que foi dito durante o dia, como se fosse um filme projetado no teto. Mesmo sentado na mesa, com a família, ela insiste em me chamar, e aí passo a digerir idéias e a mastigar pensamentos que me levam a pensar em alguém que ainda não conheci, e que eu sei, esta pessoa me espera sem pressa de me encontrar, em alguma parte do mundo, daí sentir esta tal solidão como uma parceira inseparável que precisa estar junto a mim hora após hora, minuto após minuto, segundo após segundo.



Vinicius Caetano 08/06/2000
Vinicius Caetano
Enviado por Vinicius Caetano em 30/11/2006
Código do texto: T305824
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinicius Caetano
Amparo - São Paulo - Brasil, 43 anos
44 textos (3447 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:09)