Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menina do alem

Menina dos olhos azuis donde, vens.
Porq ue passeias nas noites escuras transmitindo somente as luzes do seu olhar e o aroma do teu perfume que se espalha no ar?
Por que canta essa canção tão triste que faz chora que te ouve?
Menina dos olhos azuis quem és?
A morte? A tristeza? Ou o amor?
E aonde vais pelas noites escuras como se fosse um fantasma?
A quem procura nas noites?
A felicidade? A vingança? Ou o teu amor?
Afinal quem é?
O fantasma da Cecília Meireles?
Por que quebras o silenciar das noites com poemas tão tristes?
A quem busca com essa melodia tão triste?
Por que caminha sozinha nas noites como se fosse à lua tentando alcançar o sol
Por que choras aponto de se ouvir o seu grito quebra o silêncio da noite como se fosse um escravo no tronco?

Eu sou o espírito que acordei em busca do meu amor.
Sou à sombra do além que a morte não venceu.
Sou a dúvida dos seres vivos.
Não sou a morte, pois detesto essa criatura das trevas que se acha no direito de em pedi. Nossos sonhos de amor.
Não sou a tristeza, apesar de que trago-a comigo.
Nem tão pouco sou o amor
Esse sentimento que sempre pega pesado com quem quer ser feliz.
Mesmo que fosse não seria tão ingrata
Não sei aonde vou apenas procuro o meu amor,
Canto uma melodia nas noites para despertar o meu amor;
Mais não quero cantar mais nas noites tristes, pois isso me traz as lembranças mais felizes.
Não procuro a vingança nem a felicidade, pois ambas são ilusão.
Procura apenas o meu amor
Não sou um fantasma, mas o desejo de amar que a morte não venceu.
Não sou poetiza apenas transmito o poema triste do poetas do além
Quando esses quebram o silêncio no além
Com saudades do seu bem.
Ando sozinho nas noites, na esperança de avistar o meu amor.
Para que possamos viver o amor que a morte não deixou.
Eraldo costa
Enviado por Eraldo costa em 27/09/2005
Código do texto: T54392
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eraldo costa
Garanhuns - Pernambuco - Brasil, 33 anos
30 textos (6189 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:16)
Eraldo costa