Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lágrimas de Sol
 
Quando você for embora,
deixe a porta encostada
para que o vento do Outono
varra os seus passos
da entrada de minha casa.
Tire suas roupas do meu armário
e não deixe para trás
nenhum vestígio de sua presença.
Decerto você sentirá falta
daquela camisa listrada
em preto e branco
que você usava 
quando
nos conhecemos.
Ela ficará comigo.
Não porque precise,
mas porque sou humana
e quero, de vez em quando,
nas noites em que a chuva
bater na minha janela,
sentir o cheiro do nosso amor.
Retire seus livros de minha estante
porque eu não quero olhar para eles
e ver você sentado na cama
lendo Paulo Coelho
com olhos de quem já viveu tudo aquilo.
Limpe de minha cozinha,
a sua figura nua
fazendo panquecas
para tomarmos nosso café da manhã
depois de termos feito amor
como loucos na noite anterior.
Vá,
siga seu caminho em paz
e não olhe para trás.
Porque não quero ver em seus olhos
o adeus nunca dito
a dor do ultimo beijo
a paixão refreada.
Vá,
trilhe sua estrada com honra
e com confiança
e não se arrependa de nada
porque, se por algum motivo,
em algum momento,
você achar que a saudade está te sufocando,
lembre-se de que ela só existe
porque um grande amor viveu ali.
Mas não havia tempo para ele.
Porque os séculos passaram.
Porque em nossas vidas,
surgiram atalhos
e nesses atalhos,
encontramos outros olhares
e outros amores.
Mas nunca, nem por um segundo,
tenha dúvidas
do quanto você foi amado.
J Butterfly
Enviado por J Butterfly em 22/11/2007
Código do texto: T747717

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
J Butterfly
Manaus - Amazonas - Brasil
51 textos (12739 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 16:00)
J Butterfly