Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CIDINHA

Querida amiga Cidinha, foi grande a emoção que sentimos, depois de tantos anos, novamente estar na sua casa, aliás que linda está a sua moradia, que recepção que tivemos, logo na entrada, fomos abordados por irmãos que nos orientaram em relação aos principais eventos, estava iniciando a Festa dos Carreteiros, que seguiria por três dias. O pátio estava lotado de barracas das principais fábricas tanto de caminhões quanto acessórios, pneus, toda a cadeia que envolve o negócio com caminhões.
Procuramos nos acomodar num hotel bem próximo da Basílica, tomamos um merecido banho para tirar o cansaço da viagem e tratamos de ir ao encontro da nossa amiga. Quanta coisa mudou, está muito mais bonito, que delícia caminhar em sentido à Catedral.
Em poucos minutos estávamos adentrando nos diversos departamentos distribuídos por aquela imensa igreja: bazar, lanchonete, sala do milagre, banheiros, lojas, etc.
Nossa primeira atividade foi encontrar uma loja que vendia velas de todos os tamanhos. Os fiéis fazem promessas em acender uma vela do seu tamanho quando sua prece é atendida. Também com a gente foi assim, encontramos uma vela da nossa estatura, a compramos e nos dirigimos para uma sala própria para a queima de velas. Quantos fiéis acendiam suas velas e faziam suas preces, agradecendo a Nossa Senhora pela graça concedida.
Depois participamos de uma missa num dos pontos da enorme Igreja, é muito emocionante, nos faz sentir leves, em paz, livres de pecados, puros, inocentes, principalmente porque os irmãos presentes em boa parte são pessoas que estão sofrendo algum problema, estão lá procurando uma solução, a situação é comovente e irradia uma energia, um sentimento muito forte, provoca um natural desabafo através das lágrimas que rolam sem vergonha no rosto das pessoas. Também existem irmãos com seus problemas resolvidos e sentem a necessidade de confirmar seu agradecimento pela graça recebida.
É um lugar que nos faz sentir diferente, nos parece que é um lugar santo e protegido dos males do mundo, todos parecem iguais, você não se sente melhor e nem pior que ninguém, a paz que sentimos lá dentro é indescritível, o aroma, a ventilação, o som, o olhar das pessoas, tudo que se observa dentro da Basílica é muito especial e nos passa uma sensação de pureza e santidade, nos sentimos abençoados, sentimos que de fato Nossa Senhora nos reconhece como filhos, nos trata sem distinção, como nossa mãe biológica, que sempre procurou nos tratar por igual, da forma que trata você trata seu irmão.

Obrigado Mamãe pela benção derramada no solo brasileiro, temos muito orgulho em Tê-la como nossa Padroeira, nossa Protetora e Defensora. Obrigado pelas graças concedidas a todos os brasileiros.


vladis.fernan@globo.com
Vladis
Enviado por Vladis em 30/01/2006
Código do texto: T106232
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vladis
Matão - São Paulo - Brasil, 57 anos
143 textos (61900 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:24)
Vladis