Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BODAS DE CANÁ



Foi nas Bodas de Caná
Quando veio vinho a faltar
Que Maria disse a Jesus
Eles  vão se envergonhar
Quando o vinho acabar
E Ele lhe respondeu:
“Que temos com isso, MULHER?
Minha hora não é chegada.”
Mas ela bem o sabia
Que seu Filho era o enviado
E disse para os criados:
“Fazei tudo que Jesus vos disser”.

Ele a chamou de MULHER
Referindo-se à mãe amada
E não foi por nenhum desprezo
Pois na língua por Jesus falada
Esta palavra tem peso
De virtude e nobreza
Ela é a filha predileta
Que o Pai criou um dia
Na simplicidade e pobreza
E na bem-aventurança
O que Jesus dizia
É que sua mãe Maria
Do Pai receberia
A coroa da realeza.

Nas Bodas de Caná
E também noutros momentos
No Velho e Novo Testamentos
Ele a chamou de MULHER
Para que o povo entendesse
O que o profeta disse
Que sua mãe é a MULHER
Do  Gênese ao Apocalipse.
(Gen. 3,1ss; João 2,1-12; Apo.12,1-7)


Jesus em honra à sua mãe
Fez o que pediu Maria.
E naquele mesmo dia
O milagre aconteceu
A água em vinho se fez
Foi a primeira vez
Que o vinho veio do céu

Melhor do que qualquer safra
Que o noivo ofereceu.
Foi ao pedido de Maria
Que Jesus atendeu
E realizou na família
O primeiro milagre seu.


Ainda hoje Ele a ouve
Por isso é bom seguir
O exemplo de Caná
Que quem tem fé aprende
Se vinho lhe vier faltar
Peça à mãe que o filho atende.

O milagre de Caná é um fato
Pra se tirar ensinamento
O amor é o fermento
Que leveda a família
O  vinho também pode ser
Tudo que se venha a precisar
Na vida espiritual ou no lar
Maria nos surpreende
Se o vinho do amor faltar
Peça à mãe que o Filho atende.


Adalberto Lima
Enviado por Adalberto Lima em 16/07/2008
Código do texto: T1083384
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (LIMA, Adalberto.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Adalberto Lima
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil, 62 anos
2160 textos (294204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/10/14 20:01)
Adalberto Lima



Rádio Poética