Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Calar a fala, o desejo e o pensamento

Quando os passos do homem se confundem
com os passos de Deus, ele cresce nos rumos da Luz.
O homem é apenas homem, enquanto assim se enxerga,
porque ao se enxergar um pedaço divino começará a adquirir poderes divinos, inclusive a Onipresença e se tornando um pouco Deus, deixará o egoísmo de lado
pois sua metade-Deus jamais será egoísta.

Quando ele percebe a presença de outras pessoas, estendendo-lhe as mãos num ímpeto amoroso, quando ele oferece suas próprias mãos à Deus, sentindoque elas nãomais lhe pertencem, começa a se transformar num instrumento para Deus agir,
curar, amparar, ensinar, coibir os maus.

Não devemos nos guardar para a espiritualidade praticada nos templos futuros e
imprevistos. Sejamos agora o Cristo em ação, ajindo do agrado de Deus e
perceberemos um Deus ao nosso lado, à nossa frente,
às nossas costas, um Deus em toda a natureza ao seu redor e
principalmente em nosso interior.

Quando o homem aprender a calar a fala, o desejo e o pensamento,
para  aprender a desenvolver esse olhar,
que é  um olhar onisciente, um olhar divino,
não mais haverá maldade em mundo algum,
pois reinará a consciência.


Maldade não é um mal que deve ser combatido
com maldade, causando guerras, impedimentos e doenças.
A maldade reagindo à maldade não aproximará o bem e sim mais maldade.
Neste combate, a única arma eficiente é a prática do amor consciente.

O homem que justifica suas carências com a maldade de outros,
que se diz infeliz por ter pouco, é porque não aprendeu ainda a receber e agradecer, nem abolir o egoismo que o faz querer sempre além do necessário.
A prosperidade não está do lado material, está onde flui energia divina,
arejando ambientes sombrios e lavando a negatividade dos abismos.

Para que os passos do homem, enfim  se confundam com os passos de Deus,
é necessário que ele não veja, aceite ou materialize o mal,
pois este não representa a verdade absoluta.
Na verdade o que há é um parâmetro entre Luz e treva, bem e mal, para exercitar  homens de fé na missão divina.
Quando o homem abrir os olhos com olhos de ver e amar, conhecerá a verdadeira Luz e deixará para trás a ignorância que o faz agir mal.

Então, entre cânticos magnânimos choverá dos céus uma chuva de bençãos, agradecida pelas almas peregrinas que souberam buscar a verdade.

Santos,10/03/2006

Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 10/03/2006
Código do texto: T121178
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23415 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:23)
Inês Marucci