Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FAZENDO A MINHA DEVOCIONAL...

lisieux

“São os olhos a lâmpada do corpo... se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será luminoso; se porém os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que há em ti sejam trevas, que grandes trevas serão.” – Mt 6.22,23

Engraçado como as coisas ficam impregnadas em nós através dos anos...engraçado como cores e paisagens ficam em nossas retinas; como cheiros ficam entranhados em nossas narinas; como a textura de coisas, superfícies, peles, ficam marcadas em nosso tato; como gostos de comidas e frutas, gostos de bocas e beijos ficam para sempre em nosso paladar; como sons, melodias, vozes, ficam retumbando em nossos ouvidos por mais que o tempo passe! Engraçado mesmo como tudo pelo que passamos fica marcado!
Tudo que passa por nós, tudo que é apreendido através dos nossos sentidos, não acaba nunca... se deixamos que coisas, pessoas e lugares , sons e cores cheguem até nós um dia, se deixamos que tudo isto faça diferença em nossa vida, que tenha um significado especial na nossa rotina, então, jamais, se diluirão...Ficarão para sempre marcados em nós... tatuados no nosso corpo, guardados em nossa mente, parte integrante do nosso íntimo, moradores perpétuos do nosso coração.
Antoine de Saint Exupèry, autor francês que escreveu “O Pequeno Príncipe”, disse: “O essencial é invisível para os olhos... só se vê bem com o coração”... Certíssimo... apesar de estar aqui falando sobre os cinco sentidos, sobre a capacidade que eles têm de fazer com que o que nos rodeia chegue a nós e seja decodificado pelo nosso corpo, pelo nosso intelecto, temos que ter sempre em mente que sem os olhos da alma, sem o toque do transcendente, sem a compreensão do divino, nada terá feito real sentido...
Não nos adianta ver, se os olhos espirituais não estiverem abertos a fim de entender; não adianta ouvir, se os ouvidos espirituais não estiverem atentos para compreender; não adianta cheirar se as narinas espirituais não conseguirem reter o perfume... não adianta tocar se as mãos, o toque espiritual não estiverem ativados a fim de guardar a forma; não adianta comer, degustar, se o paladar espiritual não for capaz de saborear!!!
Conclui-se que, sem a capacidade de entendimento do Espírito, de nada nos vale ter sentidos apurados e nem sermos capazes de ver, cheirar, ouvir, tocar, sentir... porque só através do discernimento espiritual é que estaremos aptos a fazer com que todos os nossos sentidos sejam canais de aprendizado e bênção.
A forma como empregamos os sentidos, a forma como decodificamos os sinais, como os recebemos e retransmitimos é que faz a verdadeira diferença...
Que possamos então, acima de tudo, nos utilizar da única linguagem capaz de fazer-se entender em qualquer tempo e lugar, porque universal, porque vinda de Deus: o AMOR! Lembrando-nos sempre da palavra do apóstolo “...se não tiver amor, nada serei." ICo 13.2b
“E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por Ele, graças a Deus Pai.” – Colossenses 3.17
Que o amor de Deus inunde os nossos sentidos, os nossos corações e mentes, os nossos atos e sentimentos, a nossa VIDA, fazendo com que sejamos capazes, não só de reter o que aprendemos, mas de mostrar ao mundo de forma clara como o que aprendemos nos ensinou e modificou...
Que o Senhor nos guarde, oriente e santifique.

Terezinha de Lisieux
Acadêmica em Teologia
BH -
lisieux
Enviado por lisieux em 25/05/2005
Código do texto: T19707
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:40)
lisieux