CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto
EU SOU IMPORTANTE


Atravessamos períodos nefastos em nossas vis vidas materiais, onde os nossos espíritos ainda inferiores (por sermos terráqueos subtendi níveis de espiritualidades ainda muito inferiores) sofrem as variações maléficas, de acordo com o grau de desenvolvimento de cada um... O sofrimento emocional e material tem extrema relevância ativa no aperfeiçoamento moral e intelectual dos nossos espíritos... Nestes momentos obscuros, tenebrosos e cavernosos, temos que subtrair as nossas necessidades básicas existenciais, e multiplicar os nossos esforços em prol das mudanças necessárias aplicadas no nosso âmago espiritual... É bom que saibamos reconhecer a nossa necessidade de aprimorar os nossos espíritos, aceitando os nossos sofrimentos imbuídos de promover a nossa depuração... Ainda que seja pétrea esta vida da gente, não devemos esmorecer e diminuir a nossa auto-estima... Aprender com as dificuldades a gostar de nós mesmos, aceitando e reconhecendo os nossos defeitos, é uma maneira apropriada de acreditar que nós somos importantes – porque nós somos filhos de Deus...
Não devemos nos achar pessoas importantes por sermos capitalizadas e culturalmente privilegiadas: os bens materiais de consumo não são atributos de uma cidadania saudável e dinâmica, propiciando, na maioria das vezes, o desvio espiritual ao materialismo cético... Precisamos nos conscientizar que devemos nos sentir importante à medida que vamos aperfeiçoando os nossos espíritos imperfeitos – repletos de pecados capitais... Todos nós temos os nossos defeitos, os nossos vícios, que depreciam a nossa conduta perante a sociedade em que vivemos... Não adianta ficarmos detectando os defeitos do nosso próximo, dos nossos parentes, sem que façamos uma faxina intelectual e moral dignificante aos nossos espíritos ressequidos de mágoas. Sejamos importantes praticando o amor desinteressado e a caridade silenciosa aos necessitados... Abram valas nos vossos subconscientes (destruindo os labirintos da ignorância) e descubram o gérmen da ciência espiritual, estudando com seriedade o imortal Espiritismo – que é a terceira revelação divina... Tenham a capacidade de superar as atribulações cotidianas, erguendo as vossas cabeças ao nosso Deus bondoso e justo... Digam: eu sou importante porque existo e sou eterno no espírito... Por mais que sejam cruéis as vossas dificuldades, ainda assim seja importante a ti mesmo (mesmo que não possa ser caridoso ao teu próximo); pois aprendendo a amar a si mesmo haverá de descobrir a maneira mais eficaz de amar o teu semelhante...
Quando nos sentimos felizes e a alegria é uma constância em nossas vidas, a tendência mais provável é nos transformarmos em pessoas arrogantes e egocêntricas, pensando que o mundo gira somente em torno de nós... Extasiados pelos prazeres materiais, não temos tempo para pensarmos no nosso próximo enfermo e miserável, e deixamos de pensar e orar ao nosso Deus onipotente... É por isso a relevância do sofrimento no amadurecimento de nossos espíritos... Pois sejamos importantes nos nossos momentos de ingentes pesares, pois Deus está nos conduzindo ao caminho da sua verdade espiritual... Agradeçamos por nossas dores, pois elas nos conduzem ao engrandecimento como ser humano e como espírito... Acredite que onde quer que você esteja (ainda que seja uma ínfima criatura desolada), a luz divina está a te iluminar ao teu progresso espiritual... Pense assim: eu sou importante porque eu sou filho de Deus, e o mundo de Deus é o espiritual, pois o mundo material é efêmera ilusão...
Pare para pensar e veja a vida: a grande maioria das pessoas é sofredora, e mesmo os ricaços não escapam dos seus conflitos reencarnatórios: estamos endividados por erros em vidas pregressas, e não há outro modo a não ser a penitente reparação... Sofrer tem as suas inconveniências, isto lá é verdade; mas frutifica o nosso pomar esmorecido e engrandece o nosso espírito em processo de evolução... Sejamos importantes porque temos o direito de errar e acertar os nossos passos ainda juvenis... Sejamos um amanhã menos turbulento, depositando as nossas esperanças na justiça divina que nunca falha, ainda que tarde... Deus tem o seu tempo de julgar o necessário ao nosso crescimento espiritual, e a vida é uma ingente escola nos instruindo a uma realidade espiritual divina e eterna... Não percamos mais tempo com picuinhas e festividades desnecessárias; vamos dar as mãos ao nosso destino indomável e deslizar na sabedoria e na sapiência das verdades espirituais...
Eu, Fernando Pellisoli, sou importante porque o meu sofrimento é intenso de radiações ultravioletas, porque tenho o sol a banhar a minha pele acneica e sou supervisionado pelo grande espírito justiceiro de Xangô...

FERNANDO PELLISOLI
Enviado por FERNANDO PELLISOLI em 24/09/2010
Código do texto: T2518601

Comentários

Obras à venda

Sobre o autor
FERNANDO PELLISOLI
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 56 anos
1565 textos (35595 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/14 21:19)

Site do Escritor