Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SALVAÇÃO

"E NÃO HÁ SALVAÇÃO EM NENHUM OUTRO; PORQUE ABAIXO
DO CÉU NÃO EXISTE NENHUM OUTRO NOME, DADO ENTRE OS
HOMENS, PELO QUAL IMPORTA QUE SEJAMOS SALVOS"
-----------------------------------------------------------


A salvação é realizada através daquilo que CRISTO fez na história
e por aquilo que Ele continua a fazer nos cristãos através do Espírito
Santo. A base de nossa salvação é a morte de JESUS na Cruz e a
justiça que ele alcançou para nós em sua obediência ativa. Assim,
a salvação é realizada em nossa vida quando CRISTO vive em nós.
(Jo. 15:4; 17:26; Cl. 1:27).
É com toda a justiça que este versículo tem sido reputado como um
dos versículos centrais, tanto no livro de Atos como de toda a
mensagem cristã. Suas mensagens principais sãos as seguintes:
1- SALVAÇÃO
O alvo mesmo da existência humana consiste em desfrutar da
salvação preparada por DEUS para os homens.
Os homens necessitam dessa salvação por serem criaturas decaídas
no pecado, que por isso mesmo se têm afastado de DEUS. No
entanto, salvação é um termo muito extenso que, de forma geral,
significa a volta da alma para DEUS. A salvação inclui os seguintes
elementos:
a) A fé ( Hb. 11:1)
b) O arrependimento. (Mt. 3:2 e 21:20)
c) A conversão ( Jo. 3:3 e Atos 3:19)
d) A regeneração. ( Jo. 3:3)
e) A santificação. ( 1 Tes. 4:3)
f) A justificação . (Rm. 5:1)
g) A glorificação. (Rm. 8:29; Ef. 1:23).
Todos esses vocábulos revelam-nos alguma coisa acerca da
salvação,seu modo, seu desenvolvimento e seu alvo. O perdão
dos pecados é um produto da salvação.(Atos 2:28). Porém, a
salvação consiste muito mais do que o perdão de pecados e da
mudança de endereço para o céu, embora, muito infelizmente, as
igrejas modernas tenham reduzido a salvação meramente a esses
aspectos muito inicias. Pelo contrário, DEUS está reconduzindo a
alma de volta a Si mesmo, até que ela venha a participar da própria
natureza moral divina, que é perfeita(Mt. 5:48 e Gál.5:22-23), bem
como da natureza divina segundo ela se acha na pessoa de
JESUS CRISTO. (2 Ped. 1:4; Ef. 1:23 e 4:13).
A salvação, pois, consiste essencialmente no que ocorre ao
indivíduo, em sua total transformação conforme a imagem moral e
metafísica do Senhor JESUS, em que o remido se vai fazendo,
verdadeiramente, Filho de DEUS, tal como CRISTO JESUS é o Filho
de DEUS. A salvação, por conseguinte, consiste naquilo em que o
indivíduo se vai trtansformando, e não do lugar onde ele habita,
embora isso também faça parte integrante do destino humano,
obtido por meio do sangue de CRISTO. "COMO ESCAPAREMOS
NÓS SE NEGLIGENCIARMOS TÃO GRANDE SALVAÇÃO.."
(Hb. 2:3).
2- Exclusividade de CRISTO, como Salvador - JESUS CRISTO é o
Verbo eterno, o Criador e o Salvador, mediante a sua missão em
seu estado de encarnação. CRISTO é uma figura cosmológica,isto é,
revestida de significação para a criação inteira, que não deve ser
encarada como um mero homem que surgiu no palco da história
da humanidade.
Determinados aspectos da salvação humana resultam dessa sua
missão terrena, ao passo que outros aspectos resultam de seu
ministério celestial; porém, seja como for, CRISTO é o Salvador
universal dos homens, porquanto nenhuma criatura humana jamais
poderá retornar a DEUS, exceto por intermédio dEle.
"EU SOU O CAMINHO, E A VERDADE, E A VIDA;NINGUÉM VEM
AO PAI SENÃO POR MIM" (Jo. 14:6).
Não obstante, CRISTO não deve ser considerado aquele "cristo"
provincial, denominacional, que o tém reduzido a uma figura
histórica do passado ou a um quadro pendurado na parede,
considerado apenas como salvador, muito limitado, que só salva
os seguidores leais de suas respectivas denominações. Esse
"cristo" é por demais pequeno, não sendo o mesmo CRISTO
cosmológico.
3- Portanto, é importante que o pecador busque a CRISTO,porquanto
é através dEle que o indivíduo deve ser salvo. Nisso vemos, um dos
imperativos de sua pessoa, e todos os homens são forçados a
enfrentar as suas elevadíssimas reivindicações. Esse é um aspecto
do ponto anterior, que versa sobre a exclusividade de JESUS CRISTO
na salvação das almas. Theodor P. Terris, fornece-nos uma nota
muito instrutiva: "Em primeiro lugar, precisamos eliminar a noção
popular que diz que uma religião é tão boa quanto a outra.Uma
religião não é tão boa quanto a outra. A prática do sacrifício de
crianças, em muitas religiões primitivas, não é tão recomendável
como o cuidado e o amor que o cristianismo nos recomenda para
com as crianças.Se existe algo que posssa ser chamdo de verdade
objetiva, coisas como essas pertencem a esse tipo de verdade. Não
são questões de opinião, mas de verdade. A ciência também não é
questão de opinião; é uma questão de verdade. Um homem não tem
escolha, caso aceite ou rejeite a lei da gravidade....suas opiniões a
respeito podem estar certas ou erradas, mas a verdade permanece
de pé, sem importar o que ele pensa a respeito dela. A religião,
por semelhante modo, diz respeito à verdade, e não a meras
opiniões; diz respeito àquilo que é, e não àquilo que os homens
pensam que deve ser. Não é questão do que parece atrativo ou
não  a um homem, mas é questão do que afirma ser uma
reivindicação ou exigência imposta ao homem. A verdade de que
dois mais dois é igual a quatro pode não parecer atrativa a todos
os indivíduos, pode não ser aceita de coração por todos; mas isso
não significa que não obrigue a todos a reconhece-la,
simplesmente porque alguém não a reconhece como verdade".

"E, TENDO SIDO APERFEIÇOADO, TORNOU-SE O AUTOR DA
SALVAÇÃO ETERNA PARA TODOS OS QUE LHE OBEDECEM"
( Hb. 5:9).







Wil
Enviado por Wil em 03/10/2006
Código do texto: T255109
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84527 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:01)
Wil