CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Despedida do Pároco

Padre, parece que foi ontem que presenciamos sua chegada em nossa cidade. Nós o recebemos com alegria e entusiasmo e o acolhemos como sua nova família. Agora chegou a hora não de nos despedirmos, mas de nos abraçarmos na expectativa de um breve retorno.

Muitas lembranças ficarão guardadas, como os puxões de orelhas, as broncas, mas tudo isso foi para nos ensinar que a vida é feita também de dores e que são elas que nos deixam fortes para enfrentarmos o bom combate. Só temos a agradecer-lhe pelos ensinamentos e força que sempre nos deu a fim de que não desistíssemos no meio caminho.

Saiba que sua marca já está registrada não só em nossos corações, mas sobretudo em cada detalhe da nossa vida pastoral e pessoal. Seus cuidados e esmeros para proporcionar aos fieis um lugar aconchegante, foram além do esperado. Como não lembrar do senhor, padre, ao entrarmos no Sacrário e saber que ali tem um pouco de sua sabedoria? Como não lembrar do senhor ao olharmos para a imensa cruz de Cristo e saber que ali tem um pouco de seu carisma sacerdotal? Como não lembrar do senhor ao entrarmos no Centro de Formação Padre Jordan e saber que todos os pormenores foram pensados com carinho, só para nos proporcionar momentos agradáveis na labuta diária da evangelização? E o terço dos homens rezado todas as quartas-feiras? E a revitalização dos movimentos e pastorais? E a reforma da nossa Igreja Mãe?

Muitas foram as realizações e conquistas, motivo de contentamento para todos nós. Essas ações resultaram de muito esforço, foram sementes plantadas nos terrenos férteis dos nossos corações e que futuramente renderão bons frutos, cem por um.

A sua missão agora terá prosseguimento em outras terras. Não foi à toa que Cristo pronunciou: IDE POR TODO O MUNDO E PREGAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA. Os desígnios de Deus não chegam até nós para serem desvendados mas para serem aceitos, cumpridos e vividos com total dedicação e fidelidade, apenas guardando-os no coração assim como Maria, e se foi chegado o momento de sua partida devemos acolher essa decisão com todo o discernimento.

Pedimos a bênção de Deus nesta sua nova missão. Dizem que despedidas são tristes, por isso preferimos dizer: Até breve, PADRE!

Elian Maria Bantim Sousa
Enviado por Elian Maria Bantim Sousa em 23/01/2011
Reeditado em 11/12/2013
Código do texto: T2746894
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Elian Maria Bantim Sousa
Coelho Neto - Maranhão - Brasil
479 textos (167092 leituras)
2 e-livros (78 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/14 22:48)