Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A CIÊNCIA PODE MATAR DEUS?

“Este é o título estampado em letras garrafais vermelhas sobre fundo preto na capa da última edição da revista Época (13/11). Mais sensacionalista impossível. Mais vendedor, difícil (...).
Os novos ateus condenam não apenas a crença em Deus, mas também o respeito pela crença em Deus. Segundo eles, a religião não está apenas errada. Ela é perversa.” Esse acesso de sentimento antidemocrático e intolerante é também fortemente falto de memória. Há ateus que argumentam que a religião foi responsável pela morte de muitas pessoas, como ocorreu de fato nos tempos da Inquisição católica. No entanto, é bom destacar que enquanto os tribunais do “Santo” Ofício levaram à morte cerca de três mil pessoas, ideologias materialistas promovidas por Hitler, Stalin, Pol Pot e outros foram responsáveis pelo extermínio de mais de 100 milhões”. – Comentário do jornalista e doutor em Teologia, Michelson Borges, em http://www.michelsonborges.com.

Deus não está preocupado com o que a “Ciência” pensa ou decreta sobre Ele, Seu caráter e seguidores. Ele sabe o que faz e tem Seu plano para o caos que a humanidade, muitas vezes guiada por esta “Ciência”, está produzindo.
Se falarmos em ciência, a com “C” maiúsculo, querendo saber quem são seus donos, ou quem manda nela, não estaremos falando de uma organização, porque tal não existe, mas de uma entidade, a qual qualquer um que desejar pode atribuir a identidade que quiser. Em primeiro lugar, é imprescindível esclarecer que os pais da Ciência moderna eram todos cristãos, como Newton, Copérnico, Pasteur, Galileu, que elaborou a metodologia científica da experimentação, que mata os pseudos cientistas que pretendem empurrar goela a baixo a teoria esfarrapada da evolução sem submeter a maior parte das hipóteses à experimentação, pois não conseguem sequer miniaturizar as condições ambientais que, dizem, existiam quando da geração expontânea, quando uma matéria orgânica teria adquirido vida, por exemplo. E para pôr suas pretensões por terra, 40% dos cientistas mais bem credenciados são religiosos e alguns ateus, como Michael Behe, um dos bioquímicos mais famosos do mundo, abandonaram o evolucionismo por terem percebido a incoerência de pretender sustentá-lo com quase nada de Ciência experimental. 5% dos melhores cientistas não têm posição a favor ou contra a idéia de existência da Deus e 55% declaram-se ateus, não querendo dizer que porque são a maioria estão certos.
Portanto. Se a Ciência pode vir a matar Deus, de fato é impossível, pois não existe conhecimento suficiente para convencer mesmo as pessoas de mente simples que Deus não existe. Resta saber qual “Ciência” pretende matá-lO, pois a Ciência mesmo, a que não pretende apregoar como fato científico hipóteses que não suportam uma investigação científica criteriosa, esta não pretende matar Deus, haja vista que Deus não a incomoda.

Wilson Amaral
Breve Jesus Voltará
Enviado por Breve Jesus Voltará em 21/11/2006
Código do texto: T297224
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Breve Jesus Voltará
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 50 anos
1124 textos (254427 leituras)
5 e-livros (9343 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:56)
Breve Jesus Voltará