Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA ESCOLHA ERRADA: O ENCONTRO DO JOVEM RICO E JESUS

MARCOS 10:17-25

E, pondo-se a caminho, correu para ele um homem, o qual se ajoelhou diante dele, e lhe perguntou: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?v.17
E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus. v.18
Tu sabes os mandamentos: Não adulterarás; não matarás; não furtarás; não dirás falso testemunho; não defraudarás alguém; honra a teu pai e a tua mãe.v.19
Ele, porém, respondendo, lhe disse: Mestre, tudo isso guardei desde a minha mocidade. V.20
E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Falta-te uma coisa: vai, vende tudo quanto tens, e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, toma a cruz, e segue-me. V.21
Mas ele, pesaroso desta palavra, retirou-se triste; porque possuía muitas propriedades. V.22
Então Jesus, olhando em redor, disse aos seus discípulos: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!V.24
E os discípulos se admiraram destas suas palavras; mas Jesus, tornando a falar, disse-lhes: Filhos, quão difícil é, para os que confiam nas riquezas, entrar no reino de Deus!V.24
É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no reino de Deus. V.25


    Quando refletimos nesta história do jovem rico e seu encontro com Jesus. A tendência é concluirmos que ele era um covarde, que perdeu a oportunidade de salvação. Mas, este jovem era admiravelmente corajoso. Pois   sabia o que queria: “o que farei para ter a vida eterna?”

      Mesmo sabendo que conhecia os mandamentos da lei e os praticava como todo judeu. Na sua alma existia um vazio. Ele Tinha aquela soberba dos que cumprem a Lei e querem se justificar pelas obras, afirmou ser impecável no cumprimento da Lei, desde a mocidade, nenhuma mancha.

   No entanto Jesus que conhece o profundo do ser humano olhou nos seus olhos seguros de si, e disse: “Falta uma coisa, deixa tudo que tem, dá aos pobres, depois vem e segue-me!”.

   Jesus amou aquele jovem e quis libertá-lo. Como o médico que veio para curar os enfermos Jesus conhecia a enfermidade daquele jovem cumpridor da lei. Jesus tinha conhecimento do quanto à riqueza, o amor aos bens materiais era importante para ele. Por isso, ele lhe disse que para ele ter a vida eterna que tanto desejava ele precisava se livrar daquele ídolo que estava no seu coração: “Falta uma coisa, deixa tudo que tem, dá aos pobres, depois vem e segue-me!”.

   As riquezas eram o impedimento para a entrada daquele jovem no reino dos céus. O que tem te impedido de entrar no reino dos céus? Qual o ídolo que está no seu coração?Jesus quer retirar a pedra no seu caminho que tem te impedido de segui-lo fielmente.Não da para ser apenas um bom cidadão. Tem que ser um cidadão dos céus.


    Não há outra Vida eterna que não Jesus Cristo, ela não está mesmo no religioso cumprimento da Lei, como intuía o Jovem.

     A Vida está em Jesus, é preciso segui-lo, andar com ele, aprender dele, ver o Pai agindo por meio dele, entender o seu caminho até a cruz, segui-lo, descobrir o sentido de sua morte por nossos pecados, morrer com ele  e acompanhá-lo até a ressurreição.
Mas, é possível andar com Jesus tendo o coração grudado em riquezas ou em qualquer outro ídolo? Era preciso largá-las.

     Esse Jovem foi prudente. Ele viu que não podia deixar suas riquezas, e fez sua escolha, uma triste escolha, mas consciente; consciente de que com Cristo é   tudo, ou nada. Ele optou pelas riquezas ao invés da Vida em Cristo.

    Sabemos pela história que o general Tito invadiu a Judéia, e tudo foi saqueado e destruído. Confiar nas riquezas é realmente muito triste. Aquele jovem deveria saber que riquezas são frágeis, não da para se apoiar nelas.Mas ele foi corajoso por que fez sua escolha.  Seguiu o seu caminho sem cristo sozinho com suas riquezas.

     Pior são os covardes religiosos de nosso tempo, que enganam, mentem , criam um evangelho que se molde ao seu perfil , e tentam conciliar  o amor pelas riquezas com o discipulado de Jesus pondo no mesmo altar Mamom e Cristo. Fundam igrejas e invocam a bênção de Jesus sobre suas finanças, determinam no nome de Jesus  que os demônios destruidores da saúde e da estabilidade econômica fujam para longe.Pregam que Jesus é fonte de riqueza, saúde inabalável e conforto; que é Ele o “dono do ouro e da prata”.
Dessa forma, triplicam suas riquezas, tudo isso graças a Jesus e a sua bênção .
   
    Se olharmos sob este prisma constatamos que o Jovem rico, foi corajoso , porque entre a vida eterna com Jesus e as riquezas , ele escolheu as riquezas , e deixou Jesus para trás . Seguiu seu caminho sem brincar com o evangelho ou brincar de ser Cristão.

   
     Os religiosos de nosso tempo deveriam seguir-lhe o exemplo senão quer compromisso com o reino dos céus, seguir seu caminho sem macular o evangelho da Salvação.Aprendamos todos com esse Jovem rico. Ou Cristo, ou Mamom.


   Milhares não estão preocupados com seu destino eterno, porque estão fazendo alguma coisa para Deus, porque praticam alguma atividade religiosa ou fazem alguma boa obra ; mas isso é um engano fatal, pois nada de nossa parte tem qualquer valor diante do Senhor, quando praticados no sentido de conseguir a vida eterna.

     Muitas pessoas estão dizendo: Se fizermos o melhor, Deus vai deixar tudo bem conosco; outros dizem: se dermos algumas esmolas, teremos a salvação de nossa alma.Outros ainda dizem: se formos a Igreja de vez em quando, não haverá problemas para nós; ou se rezarmos ou orarmos vai dar tudo certo.

    Lamentavelmente são todas idéias contrárias à palavra de Deus, e partem daqueles que acreditam que a salvação vem pelas obras, quando a Bíblia ensina que a salvação nos é dada pela GRAÇA, mediante a fé. Efésios 2:8 e 9. O jovem rico era religioso, mas perdido. “Bom mestre, que hei de fazer para herdar a vida eterna?” v.18. Nesta pergunta, fica clara a incerteza do jovem quanto à vida eterna. Ele estava em dúvida, mas como bom religioso, estava pelo menos preocupado com o destino de sua alma.

    Outros tantos acreditam na salvação por méritos, ou seja, pelas boas obras, e isso é ainda pior, pois estão descansando nesse engano fatal, e acordarão tarde demais para resolver esta questão com Deus; uma vez que a oportunidade termina quando termina a vida terrena.

     O jovem foi testado em sua religiosidade; Jesus lhe perguntou: "Você conhece os mandamentos; não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra teu pai e tua mãe. Respondeu que todas estas coisas conhecia e guardava desde sua infância. V. 20 e 21.

      A salvação não depende de nossa religiosidade, mas da prioridade que damos a Deus. “E quando Jesus ouviu isto, disse-lhe: Ainda te falta uma coisa; vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem e segue-me.” Marcos 10.22.

   Jesus não estava condenando as riquezas como pensam alguns, mas estava apresentando o perigo quando a riqueza toma o primeiro lugar na vida de alguém. Qualquer coisa que seja prioridade torna-se nosso ídolo, e tudo que toma o lugar de Deus é idolatria. E esse era o problema do jovem rico.

  Suas riquezas tinham tomado seu coração completamente; Deus não era prioridade em sua vida. Então não podia ter certeza quanto à vida eterna. Que a salvação não depende de nossa religiosidade, mas sim de quanto amamos a Deus. Está escrito na Bíblia: “Aquele que me ama guarda os meus mandamentos”. Uma pessoa pode ser religiosamente perfeita e ainda estar perdida.


    Não há dúvida de que alguns Cristãos professos  estejam perdidos, porque nunca colocaram Deus como prioridade em suas vidas. Fizeram tudo certo, mas esqueceram o principal - Jesus Cristo.  Há pessoas que praticam boas obras, são honestos, contudo não têm certeza da salvação. Precisam procurar Jesus, como fez o jovem rico.

       Precisam resolver seu problema espiritual, antes que seja tarde. Mas temos que fazer uma escolha diferente da dele.Este  Jovem queria a salvação mas sem ter compromisso com Deus.“ Mas ouvindo ele isto, ficou muito triste, porque era muito rico” v.23.

   O Jovem procurou Jesus a fim de resolver seu problema espiritual, mas quando Jesus lhe disse o que precisava fazer, ficou muito triste, e saiu pesaroso. Queria resolver seu problema sem pagar o preço.O preço era deixar aquilo que estava atrapalhando sua comunhão com Deus; que estava impedindo sua vida de fé.


     Este é um fato comum em nossos dias; a maioria das pessoas deseja a salvação, almejam a vida eterna, mas não querem abandonar seus pecados. Querem Jesus, mas também continuar com seus vícios e vida irregular, isso é impossível. Temos que escolher: vida eterna abandonando o pecado ou então o pecado sem a vida eterna. Não da para ter as duas coisas.Não podemos nos enganar: Não existe salvação sem o compromisso com Deus e sua palavra.

    No caso do jovem, sua riqueza se tornará um obstáculo à sua salvação, mas hoje, além desse, existem outros obstáculos, tais como: alcoolismo, fumo, drogas, prostituição, fornicação, ódio, vida mundana e desobediência à palavra de Deus, etc. Não sei qual o seu problema, mas se você deseja a vida eterna, precisa abandonar qualquer coisa que esteja lhe impedindo de ter um compromisso com Deus.

    Jesus disse que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar no reino de Deus os que tem riquezas como prioridade em seu coração. Marcos 10 .24  e 25. Alcançar a salvação é impossível aos homens, por maiores que sejam seus esforços. Ninguém alcança a salvação por mérito próprio e nem por fazer qualquer sacrifício pessoal. A salvação é impossível aos homens, mas é possível a Deus. “Se creres, tudo é possível ao que crê” Salvação é uma questão de fé.

      Só pode desfrutar da certeza da salvação, aquele que assume com Deus um compromisso de fé.
É o compromisso com Deus que nos leva a uma atitude de fidelidade em todos os aspectos da vida. É o compromisso que nos leva a obedecer ao que está escrito na palavra de Deus. É o compromisso que nos leva a anunciar evangelho de salvação a todos que vivem ao nosso redor.

      O crente comprometido vive a fé e proclama a fé.
Todas as pessoas comprometidas com Deus têm a promessa de recompensa do Senhor. “Então disse Pedro: Eis que nós deixamos tudo e te seguimos. E Jesus lhes disse: Na verdade vos digo que ninguém há que tenha deixado casa, ou pais, ou irmãos, ou mulher, ou filhos pelo reino de Deus, e não haja de receber muito mais neste mundo, e no mundo vindouro a vida eterna." (Mc . 28 - 30.).Ninguém perde por aceitar e servir a Jesus, pois Ele promete grandes bênçãos nesta vida terrena e ainda a vida Eterna.

       Para que você tenha a vida eterna, precisa ser muito mais do que religioso, pois a salvação depende de você dar prioridade a Deus em sua vida. Jesus ensinou isso em MT. 6:33 “ Mas buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e as demais coisas vos serão acrescentadas.”

      Quem dá prioridade a Deus assume compromisso com Ele, e está pronto para fazer a Sua vontade. Confiando que ele suprirá todas as suas necessidades .

 

 
Sofia Panachevsky
Enviado por Sofia Panachevsky em 20/07/2011
Reeditado em 29/08/2011
Código do texto: T3106957

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sofia Panachevsky
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
77 textos (17681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/10/14 00:55)
Sofia Panachevsky



Rádio Poética