Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maria, uma mulher admirada aos olhos de Deus é escolhida para ser a Mãe do Salvador. Uma jovenzinha que encontrou Graças aos olhos de Deus, mesmo sem entender nada diz sim ao projeto de Deus, apenas faz uma indagação: como conceber um filho se ela jamais teria tido relação com homem algum? Mas o anjo responde (Lc. 1,35)... o Espírito Santo virá sobre você e a força do Altíssimo lhe cobrirá com sua sombra. Por isso, o Santo que vai nascer de você será chamado Filho de Deus.
 
Maria é mãe de Jesus e mãe de Deus? Esta pergunta pode ser respondida se interpretarmos a Palavra de Deus segundo o Espírito Santo. Vejamos que na saudação o anjo diz que aquele que dela nasceria seria filho do Altíssimo. Noutra passagem, Isabel não sabia que Maria estava grávida e no entanto a presença de Maria em sua casa Isabel a saúda dizendo: (Lc. 1,43) Como posso merecer que a mãe do meu Senhor venha me visitar? Logo que a tua saudação veio aos meus ouvidos, a criança saltou de alegria no meu ventre.
 
Para os judeus a palavra Senhor é somente pronunciada para Deus. Por estas palavras, seja do anjo, seja de Isabel podemos deduzir que Maria não é mãe somente de Jesus enquanto homem, mas torna-se também mãe de Deus a partir da encarnação de Jesus. Dizer que Maria não é mãe de Deus, em outras palavras é negar a divindade de Jesus.
 
Quando olhamos para Maria e percebemos sua atitude diante de Jesus ainda a admiramos mais, ela teve a incumbência de educá-lo, de formá-lo no seu caráter. Maria soube como ninguém sentir as angústias de Jesus. Quando Jesus assume sua vida pública ela assume a qualidade de primeira discípula de seu filho.
 
No evangelho seu nome aparece pouco, o evangelista que mais se atem a ela é Lucas, este procura mostrá-la como aquela que serve, a serva que mesmo tendo uma grande importância para a história da salvação torna-se a menor de todas, se prestarmos atenção veremos que Maria está sempre a servir. Serve sua prima Isabel; serve nas bodas de Caná. Maria é aquela que durante a vida pública de Jesus está o acompanhando
de perto seus ensinamentos. Maria viveu para seu Filho.
 
Quando também refletimos Jesus como pessoa humana, podemos perceber que ele é na realidade um modelo de sua mãe, seja na aparência e mesmo no comportamento. Hoje a ciência diz que trazemos carga genética de nossos pais, isto é, somos uma soma de pai e de mãe, trazemos dentro de nós toda uma herança hereditária.
 
Jesus como pessoa humana sendo filho biológico somente de Maria, traz consigo toda esta herança genética de sua mãe, na verdade aquele sangue descido da cruz era o sangue de sua mãe (literalmente).
 
É importante também, dizer que quando Jesus ressuscita, o local onde ocorrem as reuniões dos apóstolos é na casa de Maria, como diz o livro do atos dos apóstolos. Por este acontecimento podemos deduzir que com a morte de Jesus, Maria assume a responsabilidade de condução dos discípulos, cabe a ela ser aquela que conforta, motiva os apóstolos a prosseguirem a missão dada por Jesus à eles.
 
O que fica para nós sobre esta esplêndida mulher é o modelo de Fé, modelo de serviço, modelo de amor ao próximo. O que fica para nós é a certeza que Maria foi e é uma mulher muito importante para a história da salvação.
 
Maria não foi simplesmente a genitora ou simplesmente a escolhida para trazer a Salvação. Mas foi aquela que, a partir do seu sim, Deus cria um novo mundo. Não aquele mundo onde a mulher, pela vaidade, pelo egoísmo destruiu, mas o mundo que através da sua humildade, Maria destrói a serpente. Enquanto uma mulher com o seu NÃO, destruiu todo o projeto de Deus, Maria, com o seu SIM, reestabeleceu a aliança do povo com Deus na pessoa de Jesus.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 21/08/2005
Reeditado em 19/04/2012
Código do texto: T44216
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5265 textos (1218819 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:57)
Ataíde Lemos

Site do Escritor