Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LITURGIA DA PALAVRA 09 MARÇO 2014

  LEITURAS QUE SERÃO PROFERIDAS NO MUNDO TODO NAS CELEBRAÇÕES DAS SANTAS MISSAS NO PRÓXIMO DIA 09/03/2014
FONTE: www.arquidiocesedesaopaulo.org.br

1º Domingo da Quaresma – Domingo 09/03/2014

ANIMADOR:
Os Evangelhos desta Quaresma ressaltam os passos mais importantes da Iniciação Cristã de Adultos. No primeiro Domingo, a liturgia celebra a vitória de Jesus sobre as tentações no deserto. O objetivo do demônio é minar o plano da Encarnação forçando o Filho de Deus a apelar à prerrogativas divinas e abandonar o caminho da cruz. Reconheçamos as nossas fraquezas e busquemos em Jesus a força para vencer as tentações.

ANIMADOR:
Ouçamos com coração contrito as leituras deste Domingo para aprofundar a vivência penitencial da Quaresma.


Primeira Leitura (Gn 2,7-9; 3,1-7)
Leitura do Livro do Gênesis:
7    O Senhor Deus formou o homem do pó da terra,
      soprou-lhe nas narinas o sopro
      da vida e o homem tornou-se um ser vivente.
8    Depois, o Senhor Deus plantou um jardim em Éden, ao oriente,
      e ali pôs o homem que havia formado.
9    E o Senhor Deus fez brotar da terra toda sorte de árvores
      de aspecto atraente e de fruto saboroso ao paladar, a
      árvore da vida no meio do jardim e a árvore do conhecimento
      do bem e do mal.
3,1  A serpente era o mais astuto de todos os animais dos
      campos que o Senhor Deus tinha feito. Ela disse à mulher:
      “É verdade que Deus vos disse: ‘Não comereis de
       nenhuma das árvores do jardim?’”
2     E a mulher respondeu à serpente: “Do fruto das árvores
       do jardim nós podemos comer.
3     Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim,
       Deus nos disse: ‘Não comais dele, nem sequer o
       toqueis, do contrário, morrereis’”.
4     A serpente disse à mulher: “Não, vós não morrereis.
5     Mas Deus sabe que, no dia em que dele comerdes,
       vossos olhos se abrirão e vós sereis como Deus,
       conhecendo o bem e o mal”.
6     A mulher viu que seria bom comer da árvore, pois
       era atraente para os olhos e desejável para se alcançar
       o conhecimento. E colheu um fruto, comeu e deu também
       ao marido, que estava com ela, e ele comeu.
7      Então, os olhos dos dois se abriram; e, vendo que
        estavam nus, teceram tangas para si com folhas de figueira.
                       - Palavra do Senhor.
                               - Graças a Deus.

SALMO RESPONSORIAL  (Sl 50)
 PIEDADE, Ó SENHOR, TENDE PIEDADE, POIS PECAMOS CONTRA VÓS.
1.   Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia!
      Na imensidão do vosso amor, purificai-me!
      Lavai-me todo inteiro do pecado,
      e apagai completamente a minha culpa!

2.   Eu reconheço toda a minha iniquidade,
      o meu pecado está sempre à minha frente.
      Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei,
      e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

3.    Criai em mim um coração que seja puro,
       dai-me de novo um espírito decidido.
       Ó Senhor, não me afasteis de vossa face,
       nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!

4.    Dai-me de novo a alegria de ser salvo e
       confirmai-me com espírito generoso!
       Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar,
       e minha boca anunciará vosso louvor!

Segunda Leitura (Rm 5,12.17-19)

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

       Irmãos:
12   Consideremos o seguinte: O pecado entrou no mundo por um
      só homem. Através do pecado, entrou a morte. E a morte passou
      para todos os homens, porque todos pecaram...
17   Por um só homem, pela falta de um só homem, a morte começou
      a reinar. Muito mais reinarão na vida, pela mediação de um só,
      Jesus Cristo, os que recebem o dom gratuito e superabundante
      da justiça.
18   Como a falta de um só acarretou condenação para todos
      os homens, assim o ato de justiça de um só trouxe, para
      todos os homens, a justificação que dá a vida.
19   Com efeito, como pela desobediência de um só homem
      a humanidade toda foi estabelecida numa situação de
      pecado, assim também, pela obediência de um só,
      toda a humanidade passará para uma situação de justiça.
                                  - Palavra do Senhor.
                                          - Graças a Deus.

Anúncio do Evangelho (Mt 4,1-11)

— O Senhor esteja convosco.
             — Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
            — Glória a vós, Senhor.
 
      Naquele tempo, (1)o Espírito conduziu Jesus ao deserto,
      para ser tentado pelo diabo.
2    Jesus jejuou durante quarenta dias e quarenta noites, e,
      depois disso, teve fome.
3    Então, o tentador aproximou-se e disse a Jesus:
      “Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se
      transformem em pães!”
4    Mas Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Não só de pão vive o
      homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus’”.
5    Então o diabo levou Jesus à Cidade Santa, colocou-o sobre
      a parte mais alta do Templo, (6) e lhe disse: “Se és Filho de Deus,
      lança-te daqui abaixo! Porque está escrito: ‘Deus dará ordens
      aos seus anjos a teu respeito, e eles te levarão nas mãos,
      para que não tropeces em alguma pedra’”.
 7   Jesus lhe respondeu: “Também está escrito:
      ‘Não tentarás o Senhor teu Deus!’”
8    Novamente, o diabo levou Jesus para um monte muito alto.
      Mostrou-lhe todos os reinos do mundo e sua glória, (9)e lhe disse:
     “Eu te darei tudo isso, se te ajoelhares diante de mim,
      para me adorar”.
10  Jesus lhe disse: “Vai-te embora, Satanás, porque está escrito:
      ‘Adorarás ao Senhor, teu Deus, e somente a ele prestarás culto’”.
11   Então o diabo o deixou. E os anjos se aproximaram e
      serviram a Jesus.
                                — Palavra da Salvação.
                                          — Glória a vós, Senhor.

                    COMENTÁRIOS DO EVANGELHO
Já estamos no primeiro Domingo da Quaresma. Temos pela frente quarenta dias que devem levar-nos a refletir, a orar e agir. Quaresma é tempo de jejum e abstinência, mas acima de tudo, é tempo de conversão.

Quaresma é um período especial para o cristão. É uma caminhada que deve ser alimentada pela oração e penitência em preparação aos acontecimentos centrais de nossa fé: a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus.

O período da quaresma representa os quarenta dias que Jesus passou no deserto preparando-se para assumir sua missão. Lembra-nos os quarenta anos que o povo de Israel passou no deserto. Jesus, assim como os israelitas, sentiu fome e foi tentado pelo demônio. O evangelista nos diz que Jesus não teve um só minuto de sossego.

Durante as vinte e quatro horas do dia o demônio tentava fazê-lo mudar de ideia. Ele sabia dos objetivos de Jesus e não estava gostando nada, nada, dessa história de pregar a conversão e a aceitação da Palavra de Deus.

Excluindo-se o pecado, Jesus quis fazer-se semelhante a nós em tudo, até mesmo nas tentações por que passou. Por isso, também sentiu o assédio do demônio. Também o nosso dia-a-dia é assim. Basta o demônio perceber que estamos nos preparando para assumir a evangelização, e lá vem ele...

O demônio vem disfarçado, como quem não quer nada. Oferece mundos e fundos para ver-nos desistindo. O fraco, o distante da oração, não resiste suas ofertas e desvia-se do objetivo. O maligno tenta desestabilizar de todas as formas. Ele coloca pedrinhas em nossos sapatos. Faz de tudo para atrapalhar e desestimular.

Mateus diz que o Espírito conduziu Jesus para o deserto. Com isso, o evangelista quer ressaltar a obediência de Jesus e a importância de deixar-se guiar. No Espírito, Jesus encontrou forças para superar as provações e as tentações que se apresentaram em seu caminho.

Este exemplo de Jesus tem que ser seguido. O vencedor deixa-se guiar e entrega-se com fé. Porém, não podemos vacilar, é preciso estar atento, pois o demônio não desiste e vai estar permanentemente, cochichando maravilhas, em nossos ouvidos.

Estar atento significa estar preparado. Jesus preparou-se para iniciar sua missão fazendo penitência. Jejuou e orou durante os quarenta dias que ficou no deserto. Mais uma vez, Jesus quis mostrar-nos o poder da penitência e da oração.

Esta é a lição que aprendemos com o evangelho de hoje. O jejum e a oração são nossas armas e escudos protetores. Certamente, não nos isentam das tentações, porém são os meios mais eficazes para vencê-las.

Quaresma é tempo de aproximar-se do irmão e de viver a experiência da intimidade com Deus. Tempo de lembrar que Jesus Cristo foi traído. Tempo de meditar a perseguição, o calvário e sua morte. É tempo de profunda meditação e não de profunda tristeza.

Jesus venceu a morte, nessa verdade se baseia toda nossa fé, por isso, vamos viver a alegria e a esperança de vida eterna. É preciso deixar de lado o comodismo e dar continuidade ao trabalho iniciado por Jesus.

Mais do que nunca, vamos nos preparar para sua vinda Gloriosa vivendo intensamente a partilha e a fraternidade.

jorge.lorente@miliciadaimaculada.org.br –  09/março/2014
Arquidiocese de São Paulo - Jorge lorente
Enviado por Antônio Oliveira em 02/03/2014
Reeditado em 03/03/2014
Código do texto: T4712742
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antônio Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
602 textos (539282 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/10/14 23:51)
Antônio Oliveira



Rádio Poética