Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CAMPANHA DA FRATERNIDADE  2014:
Tema:  Fraternidade e Tráfico Humano.
Lema: É para a liberdade que Cristo nos libertou.

 
     Queridos irmãos em Cristo Jesus, a Campanha da Fraternidade 2014, nos apresenta um tema bastante atual, infelizmente, como vivemos numa época de inversão de valores, o que se vê é pouca fraternidade e muito tráfico humano, contrariando a vontade de Cristo, que nos libertou para que possamos viver em liberdade.
 
FRATERNIDADE
     É um termo oriundo do latim frater, que significa "irmão".   Fraternidade significa parentesco entre irmãos. A fraternidade universal designa a boa relação entre os homens, em que se desenvolvem sentimentos de afeto próprios dos irmãos de sangue.

     O homem, escolheu viver em sociedade e  deve estabelecer com seus semelhantes uma relação de igualdade. São como irmãos (fraternos).

    A Definição de fraternidade está expressa  no primeiro artigo da  DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM,  que diz: "Todos os homens nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e de consciência e devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade."

Segundo o Papa Francisco "A família é a fonte de toda a fraternidade, sendo por isso mesmo também o fundamento e o caminho primário para a paz, já que, por vocação, deveria contagiar o mundo com o seu amor." 

    Não é isso que está ocorrendo, infelizmente, as famílias que outrora eram as grandes responsáveis por educar as crianças dando-lhes todos os valores necessários para um crescimento humanizado, hoje em sua grande maioria delega esta competência para outrem e com isso o que se vê é a constante destruição dos laços familiares, da desagregação da familia como um todo, da falta de fraternidade, de amor ao próximo e em muitos dos casos aos próprios famíliares.


    "A natureza nos uniu em uma imensa família, e devemos viver nossas vidas unidos, ajudando uns aos outros."   Sêneca
 

TRÁFICO HUMANO
 

     O tráfico humano é uma das situação que muitas vezes levam à morte, constantemente vemos nos notíciarios centenas de pessoas mortas tentando fugir da miséria, da ditadura, e vão em busca de um novo horizonte, são africanos, são cubanos, são sudaneses fugindo de conflitos, enfim, são seres humanos que em seus países, não são tratados como tal. E nós o que fazemos? infelizmente tudo isso ficou banal, assitimos a tudo e em muitos (seres ditos humanos) não rola nenhum sentimento, (isso para usar uma linguagem bem atual), na realizade não rola nada, só insensibilidade, tudo isso é normal, na visão da maioria os culpados são os próprios, ao se aventurarem, numa viagem perigosa, em embarcações frágeis, SERÁ?
    
 
     "No mundo inteiro, em geral, homens, mulheres e crianças são vítimas de Tráfico Humano. Segundo pesquisas da OIT (Organização Internacional do Trabalho) consideram 2,5 milhões de casos e 1/3 deles são por motivos econômicos. Porém, a exploração sexual não explicaria por completo este problema, apesar de ser, também, uma grande parte dos casos.
     A redução de oportunidades de trabalho em países pobres e somando o aumento do consumo da população, têm tornado cada vez mais tentadora a migração para países ricos ou mais desenvolvidos, diz a OIT. Segundo eles, existe uma demanda permanente de mão-de-obra disposta a aceitar postos de trabalho pouco seguros, de baixa remuneração."

Segundo o Papa Francisco: "...a maioria das pessoas vivem imersas numa cultura do bem-estar, pensando cada um em si próprio, leva ao descuido para com o outro, à insensibilidde mesmo diante de tragédias que ceifam vidas. Em outras palavras ninguém se sente responsável pela injustiça que mata, nem derrana lágrimas por esses mortos. A maioria parece acometida pela síndrome farisaica daqueles que, na parábola do bom samaritano, passaram ao lado de um moribundo sem cuidarem daquele irmão"

Dulcinalvo Sampaio
Enviado por Dulcinalvo Sampaio em 03/03/2014
Código do texto: T4713435
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dulcinalvo Sampaio
Salvador - Bahia - Brasil, 63 anos
80 textos (9444 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 23:34)
Dulcinalvo Sampaio