Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Pedagogia de Deus

Quando começamos a falar de religião certamente um sentimento de medo ou de angustia preocupa muitos aqueles que são fervorosos a determinadas religiões ou espiritualidade. Desta forma os debates tende a ser calorosos e as discussões sobre a verdadeira espiritualidade acaba promovendo verdadeiros embates.

Penso que um dos fatores para que isto ocorra está no medo. Medo este, de não estar ciente de sua Fé ou que o outro possa estar correto. Então assim, começamos a construir nossas próprias verdades a partir de uma verdade subjetiva do outro.

Quero comentar um pouco sobre a história da igreja e o inicio de toda sua divisão, que ocasionou o inicio do protestantismo. Meu comentário não é como historiador, mas procurando perceber a ação de Deus através deste acontecimento. Também quero deixar claro minha espiritualidade cristã católico apostólico romano, praticante.

Como está no evangelho o próprio Jesus é o pastor e fundador da espiritualidade cristã. E dá a um de seus apóstolos, Pedro, a ordem de edificar ( construir), seguir avante este projeto de Deus, ser o anunciador de Jesus. Assim, foi se sucedendo, em cada tempo aqueles que estavam a frente da igreja, sempre com a ausência de seu sucessor, reuniam-se e elegiam um chefe supremo sucedendo o próprio Jesus.

A igreja caminha com a humanidade, -- ela é a humanidade – desta maneira foi sendo construída com seus erros e acertos, mas sempre guiada sobre a Ação do Espirito Santo. Deus a conduz com toda a sua imperfeição e muitas vezes se utilizando da fraqueza humana para reergue-la e coloca-la no rumo certo.

Como o homem é falho, é corruptível, imperfeito sempre acaba saindo do projeto de Deus. Assim, também muitas vezes aconteceu na edificação da igreja. A vaidade, o poder, o orgulho, o prazer abalava sua estrutura e muitas vezes ela se perdia na sua verdadeira vocação que é ser um sinal, condutora e guardiã dos ensinamentos de Jesus.
Mas como podemos observar em vários momentos a igreja enfrentou suas crises estruturais, mas sempre resistiu, pois mesmo sendo dirigidas por homens é conduzida por Deus.

Gostaria de fazer uma pequena reflexão sobre o inicio do protestantismo. É notório que a igreja no período de Lutero vivia uma de suas grandes crises de identidade e que seus condutores estavam cometendo atos que fugiam totalmente de sua missão. Deus tinha que tomar alguma atitude para que ela retornasse a sua verdadeira missão. Neste tempo suscita um de seus bispos, que por sinal, fazia parte do auto clero, respeitado que se volta contra tais atitudes praticadas, e assim, consegue mobilizar um grande numero de cleros – apenas um homem não teria como fazer uma grande mobilização que acabou culminando num cisma.

Depois deste acontecimento logo de imediato toda igreja é convocada a se reunir e ocorre um dos maiores concílios já realizados pela igreja, chamado o Concilio de Trento. Onde neste concilio a Igreja revê todas as suas posições doutrinarias, a partir dali, volta novamente a sua verdadeira missão.

Aqui podemos fazer uma profunda reflexão. O que seria da igreja Católica Apostólica Romana, se Lutero não rebelasse? Se em acordos preferisse o silencio, a clausura? Somente Deus pode responder. O fato que sua atitude ajudou na transformação da igreja. Sem aqui querer elogiar a atitude de Lutero, mas sem duvida perceber que Deus continua a interferir no mundo e usar de nossas fraquezas, de nossas vaidade, para conduzir a humanidade no caminho da conversão. Podemos dizer que Deus aproveitou-se de Lutero para reconduzir sua Igreja nos trilhos novamente.

É importante refletimos que as varias doutrinas evangélicas, não servem para qualificar uma igreja ou reduzir a outra. Mas é uma pedagogia de Deus onde nos aproximarmos Dele, desta forma encontrarmos nosso verdadeiro objetivo que é poder ser felizes e bem saborear o Dom da Vida.

O importante é termos a convicção de nossa Fé, seja numa placa de igreja ou em outra, mas que o fundamental é que descobrimos quem é Jesus, sem medo, sem preconceito. E também que passamos a conhecer a igreja a qual fazemos parte, pois, ela será nossa formadora na Fé, neste sentido é fundamental que a conheçamos.

Quando procuramos uma escola sempre procuramos buscar referencias sobre a qualidade de seus profissionais. Quando precisamos passar por um médico, sempre estamos atras de referencias. Assim, também deve ser quando buscamos nosso desenvolvimento espiritual, ou vivenciar nossa espiritualidade, devemos conhecer bem a igreja, a doutrina a qual seremos formados na Fé. Para atingirmos um desenvolvimento espiritual não basta a palavra de um homem, por mais que ela possa nos fazer bem, mas num conjunto em seu todo.

Quando decido  aderir o projeto de Deus em minha vida Ele mostra o caminho, as pessoas são apenas instrumentos, porem, quando busco um desenvolvimento espiritual mais profundo, preciso de pessoas que realmente tenham estruturas para ajudar nesta formação.  
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 03/10/2005
Reeditado em 25/11/2005
Código do texto: T56163
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1219047 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 15:01)
Ataíde Lemos

Site do Escritor