Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARIA - A INTERCESSORA POR EXCELÊNCIA

Nós, Cristãos , somos privilegiados, porque, além da fé que todos nós temos  nas palavras de Jesus, temos, também, na intercessão de  Maria Sua mãe junto a Ele, para nos socorrer nos momentos críticos que  vivemos, durante a nossa vida. Como deve ser horrível para quem não crê em Deus, atravessar as barreiras que o mundo oferece a todos, sem distinção. A infelicidade, a maldade, a fraqueza, a fatalidade, não escolhem raça, credo, ou situação social; todos estão nas suas miras implacáveis, provocando-nos situações e nos tornando seus alvos, mesmo sem o querermos. Por isso, conseguimos  forças, que recebemos através da crença e da fé, de que a Mãe do redentor não abandona os seus filhos, intercedendo sempre que solicitada; nos reforça e nos deixa prontos para as batalhas. Quando rezamos a ladainha de Nossa Senhora, encontramos ali mil modos que ela usa para interceder a Jesus pelos filhos, só que a sua intercessão está em cada título que a Igreja lhe dá, por força dos seus testemunhos de vida, modelos que nos incentivam a vivermos como ela viveu, só por amor a Deus, durante a sua vida inteira.  Vários são os títulos...
MÃE DO SALVADOR
Naquela primeira noite de Natal, em Belém, os pastores correram  à cidade que buscavam e foram encontrar o Salvador e, junto dEle, estava a sua Mãe Maria. Ela lhes falou daquela criança misteriosa que nascera humildemente, apesar de Rei de tudo.  Iniciando a sua vida pública, Jesus realizou o seu primeiro milagre , transformando água em vinho numa festa de casamento, em Caná da Galiléia, atendendo o pedido de sua Mãe, que presenciara que o vinho acabara e os convidados estavam comentando, marcando, assim,  com a sua presença, aquele momento solene da vida do seu Filho. Ali ela já demonstrava a sua preocupação em ajudar a todos os filhos de Deus e, não se omitiu, solicitando ao Filho a sua intervenção
MÃE ADMIRÁVEL
Quem poderá imaginar toda a grandeza e sublimidade que Deus colocou num coração de Mãe. Se isso não é impossível, como imaginar a Santidade e Perfeição daquela que não foi, apenas uma mãe comum, mas a Mãe do próprio Deus? Extasiados ante a sua grandeza e dignidade, nós a contemplamos, primeiro como Mãe do Filho de Deus e, em segundo, que perfeição deveria Ter aquela mulher escolhida pelo Criador para Mãe do Filho feito Homem, que seria o Redentor. Diante dela a Igreja exclama :-“És toda bela , ó Maria e, em ti, não há mancha alguma” – Quanto amor e carinho no coração da Virgem, para ter em seus braços aquela criancinha que era o Deus feito homem? Quanta dedicação na caminhada junto d’Ele, passando por todo o sofrimento à caminho do calvário?- Insultos, blasfêmias e zombarias. Realmente, uma Mãe muito Admirável.
ESPELHO DE SANTIDADE
Como Homem e Deus, Cristo foi, certamente, a infinita perfeição divina, vivendo entre nós. Sabemos que essa perfeição infinita, não podia estar na vida de Maria, pois ela era uma simples criatura humana, no entanto, entre as almas que se santificaram, ela foi, sem dúvida, a que mais se aproximou da perfeição humana de Jesus; vivendo e praticando as virtudes da maneira mais perfeita que uma criatura podia fazer. Nós a invocamos, não simplesmente, como modelo, mas como  Espelho de Santidade e, com isso a Igreja nos lembra que, em Nossa Senhora, todos podemos ver aquelas virtudes que devem estar em nossa vida, como reflexo da perfeição de Cristo, o objetivo do cristão deve ser a santidade.
PORTA DO CÉU
Chamados e escolhidos pelo Mestre, os apóstolos O acompanhavam por toda a parte, ouvindo Sua doutrina e assistindo a seus milagres. Estavam convencidos de que Ele era, realmente, o Messias prometido e, embora abalados na sua fé, diante da prisão e morte do Redentor, eles continuaram certos da divindade do Mestre, vendo - O depois de ressuscitado, conversando com eles, como o faziam , antes da Sua morte.. Dada, porém, a ausência do Mestre, após a Sua ascenção, foi Nossa Senhora quem passou a estar sempre com os discípulos, preparando-os para o ministério que os esperava. Dela, puderam eles conhecer tudo que se referia ao nascimento e toda a vida  do Salvador. Com eles , Maria  reunia-se  no Cenáculo para orarem juntos e, era nesses momentos que Ela lhes falava com  a autoridade que todos lhe reconheciam de Mãe do Salvador. Nela, os apóstolos puderam achar, não somente um coração de Mãe, mas também , a força e a coragem  de uma Rainha que os levou a enfrentar todas as lutas e perseguições sofridas, na difusão das palavras de Jesus Cristo.
RAINHA DOS MÁRTIRES
Devido à sua dignidade e perfeição, Nossa Senhora foi, neste  mundo, a criatura que Deus mais amou, por isso foi a escolhida para a Sublime Missão. E, foi também, a criatura que mais sofreu, porquê ? Justamente por ter sido Ela escolhida por Deus para ser a mãe do Salvador. Como Redentor do mundo, seu Filho teve que viver uma vida contínua de sofrimentos; um suplício que durou 33 anos; se essa foi a vida de Jesus, outra não poderia ser a de Maria, sua Mãe. Na paixão e morte de seu Filho , que Ela já previa, sofrendo antecipadamente, todas as dores e humilhações que o Redentor iria sofrer. Com uma coragem heróica, saiu de casa para acompanhar seu Filho querido até o calvário. Esteve ao pé da cruz durante o Seu martírio, sofrendo em seu coração de mãe a agonia e morte de seu Filho, resignadamente. Ela tudo suportou, sabendo que Deus exigia o seu martírio como uma cooperação reparadora na salvação do Mundo.
SAÚDE DOS ENFERMOS
Jesus percorria as cidades e aldeias, pregando o Evangelho, o  Reino de Deus e, curando todas as enfermidades. Essa foi, sempre, uma das preocupações do Salvador, consolar e curar enfermos do físico e da alma. Por isso disse aos apóstolos :- “Ïde pregar, curai os enfermos e ressuscitai os mortos”. Se Jesus chegou a dar aos apóstolos o poder de realizar milagres, não teria dado , também, esse mesmo poder à Sua Mãe Santíssima ?. Sem dúvidas que sim. E as provas estão nessas curas milagrosas que Ela realiza nos seus Santuários, espalhados pelo mundo inteiro. Podemos dizer que, de Seu Filho Ela não recebeu apenas o poder de cuidar dos apóstolos, dos pobres, dos doentes, mas também, aquela bondade e misericórdia que o Mestre sempre teve para com todos os seres humanos. Por isso devemos respeitar e amar Maria, a Mãe de Jesus, a escolhida para a maior missão do PAI.. Nós católicos não adoramos Maria, nós a veneramos pelo modelo , de pessoa humana como todos nós e, que não se intimidou quando o arcanjo lhe trouxe a mensagem do próprio Deus, para que assumisse a mais importante Missão que já existiu no mundo :- “GERAR NO PRÓPRIO VENTRE O FILHO DE DEUS E SALVADOR DE TODOS OS FILHOS DO CRIADOR” –   AVE ! MARIA ! CHEIA DE GRAÇA !
            -  Bene – (BGJ)- Ctba.  14/05/2010-








Bene
Enviado por Bene em 28/08/2007
Reeditado em 14/05/2010
Código do texto: T627229

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bene
Curitiba - Paraná - Brasil, 86 anos
481 textos (271971 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 23:30)