CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

A PECADORA NA CASA DE SIMÃO (Prosa e Versos)

tESXTO EXTRAIDO DO LIVRO "HISTÓRIAS DA BÉBLIA EM PROSA E VERSOS" ainda não editado.

O PERDÃO GERA O ÓDIO:- Certo fariseu convidou Jesus para uma refeição em sua casa. Jesus entrou na casa do fariseu e se pôs à mesa.
Apareceu então certa mulher, conhecida na cidade como pecadora. Ela sabendo que Jesus estava à mesa na casa do fariseu, levou um frasco de alabastro com perfume. A mulher se colocou por trás chorando aos pés de Jesus. Com as lágrimas começou  a banhar-lhe os pés. Em seguida os enxugava com os cabelos e  cobria os de beijos   e os ungia com perfume.
Vendo isso, o fariseu, que hávia convidado Jesus, ficou pensando: “Se esse homem fosse mesmo um profeta, saberia que tipo de mulher é esta que está tocando nele, porque ela é pecadora”. Jesus disse então ao fariseu: - Simão, tenho uma coisa para dizer a você.
Simão respondeu:  - Fala, Mestre...
- Certo homem tinha dois devedores. Um lhe devia quinhentas moedas de prata e o outro lhe devia cinqüenta. Como não tivessem com que pagar, o homem perdoou a dívida dos dois. Qual deles o amará mais? Simão então respondeu:
- Acho que é aquele a quem ele perdoou mais. Jesus disse-lhe: - Você julgou certo.  Então Jesus voltou-se para a mulher  e disse a Simão:
- Você está vendo esta mulher? Quando eu entrei na sua casa, você não me ofereceu água para eu lavar os pés; ela, porém  banhou meus pés com lágrimas, e os enxugou com os cabelos. Você não me deu o beijo de saudação; ela, porém, desde que entrei não parou de beijar os meus pés. Você não derramou óleo em minha cabeça; ela, porém, ungiu meus pés com perfume. Por essa razão eu declaro a você: os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados porque ela demonstrou muito amor. Aqueles a quem foi perdoado pouco, demonstra pouco amor.
E Jesus disse a mulher: - Seus pecados estão perdoados. Então os convidados começaram a pensar: “Quem é esse homem que até pecados perdoa? Mas Jesus disse a mulher: - Sua fé salvou você,
vá em paz.
                               Lc 7,36-50
                       
                     PECADORA NA CASA DE SIMÃO
                                 Versos

                       Dois homens, numa cidade;
                       Para um rico deviam.
                       Um bem mais, o outro menos.
                       Pagar eles não podiam

                                       O rico compadecido,
                                       Aqueles homens chamou
                                       E, para a alegria deles
                                       A dívida perdoou.

                       Qual deles o amará mais?
                       - Perguntou ao fariseu
                       (Aquele que mais devia)
                       Simão então respondeu.

                                       Seu julgamento é correto,
                                      Disse-lhe, Jesus, então.
                                      Está vendo esta mulher?
                                    - Perguntou ele a Simão -

                       Ao chegar em sua casa
                       Você me mandou entrar.
                       Mas não me ofereceu água
                       Para os meus pés lavar.

                                     Porém, ela, meu amigo,
                                     Com lágrimas meus pés banhou.
                                     E com seus próprios cabelos,
                                     Também ela os enxugou.

                       Porém, ela, meu amigo,
                       Com lágrimas meus pés banhou.
                       E com seus próprios cabelos,
                       Também ela os enxugou.

                                     Quando eu aqui cheguei
                                     Meu bom amigo, Simão.
                                     Também você não me deu
                                     Um beijo de saudação.

                       Mas ela com humildade
                       Não sei se você notou.
                       Nem um  instante sequer
                       De beijar meus pés, parou.

                                     Óleo na minha cabeça
                                     Você não o derramou.
                                     Mas com muita humildade
                                     Meus pés ela perfumou
 
                       Esta mulher que aqui está.
                       Cometeu muitos pecados,
                       Por demonstrar muito amor
                       Estão todos perdoados.

                                     Nesse instante os convidados
                                     Começaram a pensar...
                                     Quem é este que os pecados
                                     Tem poder de perdoar?

                       Jesus disse à mulher:
                       -A tua fé te salvou
                       Vá em paz, não peque mais
                       Siga as Leis que o Pai deixou.
                                 

                                         Antônio Oliveira   (Paraibuna  SP)





 




Antônio Oliveira
Enviado por Antônio Oliveira em 09/10/2007
Reeditado em 15/11/2007
Código do texto: T687567

Comentários

Sobre o autor
Antônio Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
597 textos (538168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/14 05:20)