Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deus É Amor




Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor (I JO 4:8).

A Bíblia é enfática: Deus é amor. Amor sublime revelado na Criação. Entretanto, neste início de século, as complexas implicações de um mundo moderno e da alta tecnologia que, invertendo os papéis, escravizou o homem ao invés de libertá-lo, tem cerceado sua capacidade de decisão, aprisionado-o dentro de si mesmo. Consequentemente hoje em dia não se tem mais tempo para nada, as pessoas estão super-ocupadas, apressadas, concentradas em si mesmas, em seus problemas e nas suas coisas que estão olvidando em sair do seu mundo particular para perceberem que a vida apregoa, continuamente, a existência de coisas maravilhosas criadas com amor por Deus para deleite dos seus filhos.

Olhemos um pouco para a natureza que Deus criou. Contemplemos por um instante as obras de suas mãos. Deus viu que tudo o que fez é bom. Toda obra criada é menor em glória do que Àquele que a criou. Quanto maior a glória da coisa criada maior será o poder que a originou. Entretanto, como já enfatizamos, é necessário voltarmos os olhos para esta realidade e deixar de lado por um momento a busca de satisfação própria imposta pela sociedade moderna.
De uma forma ou de outra as pessoas estão buscando realizar-se no ter, no ser ou no poder. O eu sou, eu posso e eu quero tem ocasionado frustante desalento em muitos corações, porque esta busca, apesar de fazer parte da vida moderna (não há como negar o inevitável ) se for uma busca sem equilíbrio não produzirá a paz que tanto se almeja, porque estas coisas, que pertence ao mundo da matéria, não tem como fazer com que homem se sinta realizado em toda sua plenitude, visto que o ser humano não é constituído somente de matéria, sua essência é tridimensional: corpo, alma e espírito. Se um destes aspectos for negligenciado acarretará um desequilíbrio funcional em sua constituição causando um prejuízo irreparável na sua interação com tudo que o cerca.
A vida espiritual do homem requer cuidados tanto quanto sua vida racional. Todavia, infelizmente, há uma grande negligência neste aspecto: a vida dos sentidos é priorizada em detrimento dos valores espirituais.
Para ver e experimentar o amor com que Deus continua amando sua Criação, é necessário que o ser humano saia dentro de si mesmo libertando-se do seu egoísmo natural, e ao sair, perceberá que a vida tem sentido, seus olhos serão sensibilizados com as cores do mundo e perceberá o cuidado do Pai celestial em preparar um lugar prazeroso para que o homem vivesse.
E assim, brotará em cada um, do fundo do coração, o prazer de viver, suas mãos se estenderão tanto para receber quanto para ajudar. Com a visão espiritual sensibilizada, aquele que é tocado pelo amor de Deus começará a perceber uma outra realidade até então desconhecida: a realidade de Deus, acessível, pessoal e cheio de misericórdia. Entenderá o quanto é amado pelo Pai de Amor. Experimentará o seu cuidado e ouvirá sua doce voz falando ao seu coração: "Com amor eterno te amei, com benignidade te atraí." (Jr. 31:3

Paulo Cezar Santos
Enviado por Paulo Cezar Santos em 19/10/2007
Código do texto: T701228

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Cezar Santos
Aracaju - Sergipe - Brasil, 60 anos
109 textos (13681 leituras)
2 e-livros (70 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:28)
Paulo Cezar Santos