Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Independentes e dependentes de Deus

  Por mais que somos seres independentes, isto é, temos o direito sobre nossos atos, tendo uma liberdade aparentemente ampla considerando livres totalmente, percebemos que ao longo da vida a realidade não acontecem bem assim.

  Nossas atitudes nem sempre são construídas por motivações livres, numa grande maioria sempre somos pressionados por certas carências afetivas, certos impulsos momentâneos e varias outras situações que embora sejam feitas com nossa permissão, são motivadas e impulsionadas por fatores  internos, externos existente no individuo ou influencidada pelo fator social.

  A partir do momento que amadurecemos espiritualmente começamos a enxergar uma nova realidade, tendo assim, uma nova percepção desta realidade que certamente aos poucos vai abrindo nossos olhos fazendo enxergar que não somos tão livres como costumamos imaginar, pelo contrario, nossa liberdade acaba por nos aprisionar.

  A pessoa humana, por mais que possa não perceber ou querer ignorar, é dotada de uma espiritualidade que transcende o homem. O que muitas vezes ocorre é que, não nos damos conta disto, ou então, procuramos ignora-la buscando em outras explicações justificativa ou por não ter esta concepção entrícica do Ser Espiritual a qual somos. Talvez esteja ligado a falta de uma formação espiritual, uma cultura...

  Sem querer ofender a pessoa do dependente químico, mas uma das característica desta doença é o egocentrismo muito acentuado neste indivíduo, que leva a uma outra qualidade negativa, de ser também uma pessoa extremamente orgulhosa, pois, é comum vermos tais dependentes químicos que embora viva precisando sempre de outros, seu orgulho não o deixa ver, assim, volta-se para si mesmo e certamente leva-os a ter dificuldade de admitir a presença de um Poder Superior, o qual possa entrega-se inteiramente.

  Por mais que em determinados casos o dependente químico manifeste sua crença, devido a tais características da dependência, torna-se difícil e complicado para a aceitação.

  Existe uma frase que muito se fala quando abordamos a espiritualidade e vemos ao longo do tempo que realmente é algo que ocorre. “Se não vai pelo amor, acaba indo pela dor” .Em muitos casos independente a questão da dependência química muitos acabam aproximando-se de Deus e descobrindo a força e a existência de um Poder Superior quando está vivenciando momentos difíceis em suas vidas, quando encontra-se encurralado e não tem mais a quem pedir socorro.

  Na dependência química isto não é diferente, quando deparamos entre a vida e a morte, onde nossas argumentações, nossas explicações não se justificam mais, quando encontramos em desespero é que abaixamos nossas guardas e entregamo-nos nas mãos Dele. Embora não seja uma decisão livre, plena este gesto, esta atitude é de humildade e Deus como nos conhece, nos ama tem então a oportunidade de manifestar Sua presença, Sua existencia e Seu amor incondicional.

  Nestes momentos ocorrem verdadeiros milagres e aí muitos de nós sem reservas temos a coragem de dizer em alto e bom tom, fomos e somos salvos pela graça e pela misericórdia não por méritos, pois, nossa própria condição de vida anteriormente impossibilita resquícios de vaidade, orgulho e egoísmo.    
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 19/03/2005
Reeditado em 13/08/2005
Código do texto: T7067
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1219455 leituras)
5 e-livros (11756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:56)
Ataíde Lemos

Site do Escritor