Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NICODEMOS E JESUS (Prosa e Versos)

Este trabalho faz parte do livro: 'HISTÓRIAS DA BÍBLIA EM PROSA E
                         VERSOS"  ainda não editado

     A fé é o nascimento para a vida eterna:- Entre os fariseus havia um homem chamado Nicodemos. Ele era um judeu muito importante.
Nicodemos,  foi à noite encontrar-se com Jesus para conversar com o Mestre.
     — Rabi, todos nós sabemos que tu és um Mestre vindo da parte de Deus. Realmente, ninguém pode realizar os sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.
     Jesus respondeu: — Eu garanto a você: só poderá ver o Reino de Deus, aquele que nasce do alto.
     Nicodemos disse: — Como pode, Senhor, um homem nascer de novo, se ele já é velho?
     Jesus respondeu: — Eu garanto a você, Nicodemos, só poderá entrar no Reino de Deus aquele que nascer da Água e do Espírito. Quem nasce da carne é carne e quem nasce do Espírito é espírito. Não se espante se eu digo que é preciso vocês nascerem do alto.
Sabe, Nicodemos, o vento sopra onde quer, você ouve o barulho, mas não sabe de onde ele vem, nem para onde ele vai. Acontece a mesma coisa com quem nasceu do Espírito.
     Nicodemos perguntou: — Como é que isso pode acontecer?
     Jesus respondeu: — Você é mestre em e Israel e não sabe essas coisas? Eu garanto a você: nós falamos aquilo que sabemos, e damos testemunho daquilo que vimos, mas apesar disso, vocês não aceitam o nosso testemunho. Se vocês, judeus, não acreditam quando eu falo sobre as coisas da terra, como poderão acreditar quando eu lhes falar sobre as coisas do céu?
     Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu: o Filho do Homem. Preste atenção: assim como Moisés levantou a ser-pente no deserto, do mesmo modo é preciso que o Filho do Homem seja levantado. Assim, todo aquele que nele acreditar, nele terá a vida eterna.
     Sabe, Nicodemos, Deus amou o mundo, de tal forma,  que entregou o seu único Filho, para que, todo aquele que nele acreditar, não mor-ra, mas tenha a vida eterna..
     Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo e sim para que o mundo seja salvo por meio dele. Quem acredita nele, não está condenado; quem não acredita já está condenado, porque não acreditou no nome do Filho único de Deus.
     Para aqueles que não acreditam, o julgamento será este: a luz veio ao mundo, mas  eles preferiram as trevas à luz, porque suas ações eram más.
     Quem pratica o mal, tem ódio da luz, e dela não se aproxima, para que suas ações não sejam desmascaradas. Porém, quem age conforme à verdade, se aproxima da luz, para que suas ações sejam vistas porque são feitas como Deus quer.
                                                        Jo 3,1-21

                              NICODEMOS E JESUS

Era membro dop Sinédrio,                     Se falo coisas terrena
Morava em Jerusalém                          Não me acreditas jamais.
Seu nome era Nicodemos                     Como poderei falar
Verdadeiro homem de bem.                  Das coisas celestiais?
                                                       
Pertencia há muitos anos,                    Atente, meu bom, amigo,
À seita dos fariseus.                           Ao que agora vou dizer:
Cumpridor dos seus deveres                 Somente quem está no céu
Respeitava a Lei de Deus.                    Poderá de lá descer.
                                                     
De fato, era fariseu,                           Um dia, o Filho do Homem
Porem, muito diferente                      `Para o Pai irá voltar.
De muitos dos seus amigos                  E só terá vida eterna
Que eram falsos, descrentes.               Quem nele acreditar.
                                                     
Nicodemos tinha sede                         Como um dia, no deserto
De conhecer a Jesus.                          O povo se rebelou,
De abrir seu coração                           Com serpentes venenosas
Implorando a sua luz.                          O Senhor o castigou.
                                                     
Contudo não gostaria                          Ante os olhos de Moisés,
De ser visto por ninguém,                    Ali morreu muita gente
Para não ser criticado                         Deus mandou que ele fizesse
Em toda a Jerusalém.                          De bronze, uma serpente
                                                       
Por isso escolhera a noite.                   Todo aquele que ferido,
Noite escura, sem luar,                       Olhasse para a serpente,
E, sozinho, sorrateiro,                        Ficava livre da dor
A Jesus foi procurar.                          E sarava de repente!
                                                     
Sabemos, ó bom Rabi,                        Assim o Filho do Homem
Que por Deus foste enviado.               Quando na cruz for pregado,
Tu fazes tantos milagres                    Vai salvar a humanidade
E até perdoas pecados!                     Vai destruir o pecado.
                                                       
Por Deus somente é possível              E todos que acreditarem
Fazer tudo o que tu fazes                 No santo Filho de Deus
Trazer ao mundo a concórdia,            Viverão eternamente
O perdão e o amor que trazes.           Nas alegrias do Céu.
                                                           
Respondeu-lhe então Jesus,              Porém, o Senhor impôs
Com toda a sinceridade                    Uma séria condição:
— Tens sede meu bom amigo,           É preciso crer em Cristo
De conhecer a verdade.                   Para ter a salvação.
                                                         
Por isso eu te declaro:                     Quem nele não acredita
De novo deves nascer,                    E prefere o pecado.
Se queres de Deus o Reino               Pode crer que já está
Algum dia pertencer.                       Para sempre condenado.
                                                             
Nicodemos, assustado                     É justamente aqui
Com essa declaração,                     Que está a condenação:
Sentiu que era impossível                 Os homens deixam a luz,
Ao homem a salvação:                    Preferindo a escuridão.

— Como pode um homem velho         Insensatos, desprezaram
De sua mãe renascer?                     As graças de Deus, a paz
É impossível, Senhor,                      Amaram de mais as trevas
Não dá para compreender.               Praticando obras más.

— Na verdade eu te digo                 Mas aqueles que procedem
É preciso que renasça                     De acordo com a verdade,
Da água e do Espírito                      Não fogem jamais da luz
Para alcançar esta graça.                São puros sem falsidade.

Sem esse renascimento,                  Suas obras aparecem
(Ouça bem o que te digo)                São abençoados por Deus
Jamais alguém entrará                     Um dia terão morada
No reino de Deus, amigo!                 No eterno Reino dos Céus.

Quem nasce da carne, é carne         Nicodemos despediu-se
(Isso é fácil de entender)                De Jesus, com emoção.
E quem nasce do Espírito,               Dentro dele havia luz,
Espírito tem que ser.                      Dissipando a escuridão...
                                                 E algum tempo depois,
Não te assustes, meu amigo,          Tornou-se também cristão.
Sopra o vento onde lhe apraz.
Escutas o seu ruído,                     Dizem até que foi expulso
O barulho que ele faz.                   Da própria Jerusalém.
                                                Mas contiunou sempre firme,
Mas não sabes de onde vem,          Pois era um homem de bem.
Nem mesmo onde vai ter.                                * * *
Assim também é aquele                   O texto em prosa foi transcri-
Que do Espírito nascer                     da Bíblia do Livro de São João
                                                   Capítulo 3 Versículos 1-21
Aquilo era complicado,                     O texto em versos é de autoria
Nicodemos não entendeu.                 de Sebastião Gomes de Oliveira
Então Jesus, com bondade,                          Paraibuna SP
Sua mente esclareceu.                                    * * *

— Em verdade, em verdade,
Dizemos o que sabemos
E só damos testemunho
Daquilo que conhecemos.


Antônio Oliveira
Enviado por Antônio Oliveira em 26/10/2007
Reeditado em 10/11/2007
Código do texto: T711086
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antônio Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 72 anos
702 textos (561358 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 08:06)
Antônio Oliveira