Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PEDRA ANGULAR (Prosa e Versos)

Este texto faz parte do livro "HISTÓRIAS DA BÍBLIA EM PROSA E VERSOS" ainda não editado
JESUS ACUSA AS AUTORIDADES:-  Então Jesus começou contar ao povo esta parábola: “Um  homem plantou uma vinha, arrendou-a para alguns agricultores, e partiu para uma longa viagem ao estrangeiro. Na época da colheita, mandou um empregado aos agricultores, para que lhe dessem uma parte dos frutos da vinha. Mas os agricultores bate-ram nele, e o mandaram de volta sem nada. O dono mandou outro empregado. Os agricultores bateram nele também, o insultaram, e o mandaram de volta sem nada. O dono mandou ainda um terceiro empregado. Os agricultores também o feriram e jogaram para fora. Então o dono da vinha disse: ‘O que farei? Vou mandar o meu filho querido, talvez eles o respeitem’. Mas, ao vê-lo, os agricultores comentaram entre si: ‘Esse é o herdeiro. Vamos matá-lo para ficarmos com a herança’. Então eles jogaram o filho fora da vinha e o mataram.
Pois bem, o que é que o dono da vinha fará com esses  agricultores?   Ele virá, destruirá esses agricultores, e entregará a vinha a outros.”
            Ouvindo isso, eles disseram: “Que isso não aconteça!” Jesus olhou atentamente para eles, e disse o que significa então esta passagem das Escrituras:
           "A pedra que os construtores deixaram de lado, tornou-se a pedra mais importante’? Todo homem que cair sobre essa pedra ficará em pedaços, e aquele sobre quem ela cair, ficará  esmagado.”
Então, nesse momento, os doutores da Lei e os chefes dos sacerdotes procuraram prender Jesus. Eles tinham entendido muito bem que Jesus havia contado essa parábola contra eles. Mas ficaram com medo da multidão.
                                                           Lc. 20, 09-19

A PEDRA ANGULAR


Entre as autoridades
O Senhor Jesus ficou,
E com determinação
Pra eles então falou;
Como sempre em parábolas
Essa história Ele contou:

“Certo homem muito rico
Precisava viajar.
A vinha que ele plantou,
Não tinha com quem deixar.
Chamou os agricultores
Pra sua vinha arrendar.

Nas mãos dos agricultores
A vinha ele deixou.
Mas, no tempo da colheita
Aquele homem mandou
Um empregado cobrar
O que ele combinou.

Com marcas de ferimentos,
De tanto que apanhou.
Para casa sem nada
O empregado voltou.
O patrão então raivoso
Outro empregado mandou.

A missão dele era a mesma;
A cobrança ia fazer.
Mas, os agricultores
Não quiseram nem saber!
Espancaram o coitado,
Quase a ponto de morrer.

Ao chegar desfigurado;
O patrão não acreditou.
Um terceiro empregado
Para lá também mandou;
E esse pobre coitado
Também muito apanhou.

Então o dono da vinha
Depois de muito pensar...
Mandou o seu próprio filho
À cobrança efetuar;
Pensando que eles iriam
Ao seu filho respeitar.

Mas ele estava enganado
Isso não aconteceu.
Os agricultores raivosos
Mataram o filho seu.
Então o dono da vinha
Muito se entristeceu”.

E depois dessa parábola
Que Ele acabou de contar;
Aquelas autoridades
Queriam O aprisionar,
Sem perceberem que Ele
Era a “Pedra Angular”
           * * *
Interpretando o texto veremos que:
o dono da vinha seria DEUS.
A vinha seria o POVO DA ALIANÇA.
Os agricultores seriam os PROFETAS
e o filho do dono da vinha seria JESUS   a Pedra Angular.

Antônio Oliveira  (Paraibuna  SP)
Antônio Oliveira
Enviado por Antônio Oliveira em 09/11/2007
Reeditado em 10/11/2007
Código do texto: T729736
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antônio Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 72 anos
702 textos (560701 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 08:27)
Antônio Oliveira