Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Santificação

Introdução:

A santificação é o ato a onde Deus através do sangue de Cristo nos regenera, e através do Espírito Santo, somos moldados através do ensino da Palavra.
Não tem como o homem alcançar santidade por meios humanos, através de ritos, de usos e costumes. Santificação é o ato que nos molda a sermos como Deus (1ª Cor. 13: 12  Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente; então, veremos face a face. Agora, conheço em parte; então, conhecerei como também sou conhecido).


I) O funcionamento da santificação, para os que são eficazmente regenerados:

Para aqueles que são nova criatura em Cristo (2 Coríntios 5:17), ou seja, que foram criados de novo o processo de santificação funciona da seguinte forma; na Graça infinita da morte e ressurreição de Cristo, que nos enche de virtudes Regeneradora (1ª Cor. 6:11; Atos 20:32; Filip. 3:10; Rom. 6:5-6), pelo o entendimento de Sua Palavra que nos vem a ser dado pelo seu Espírito Santo que habita em nós (João 17:17; Salmos 119:9; Ef. 5:26; 2ª Tess. 2:13-14), pela libertação da separação de todo o pecado, pois, o corpo do pecado foi destruído na cruz (Rom. 6:6-7, 14), e os desejos do corpo pecaminoso é em enfraquecido de forma gradual e progressiva (Gl. 5:24; Rom. 8:13), que se abstém da vida mundana é vivificado no Espírito de Deus pelas suas graças de Salvação (Col. 1:11; Ef. 3:16-19), isto nos leva para a verdadeira santidade que é a verdadeira libertação, que sem ela não veremos a Deus (2ª Cor. 7:1; 2ª Coríntios 6:17-18; Romanos 5:20-21; Romanos 6:5-11; 2 Pedro 1:4-8; Provérbios 30:12); Mateus 5:8; Hb. 12:14).


II) Da guerra do Crente:

A Santificação quando é feita desta forma no crente o permeia em todas as áreas de seu ser (1ª Ts. 5:23), apesar da obra de Cristo ser perfeita mas pelas nossas limitações na entrega, nas abstinências, na resistência ao mal prevaleça ainda algum ruído da nossa corrupção em algumas áreas de nossas vidas (1 João 1:10; Rom. 7: 18, 23; Mateus 15:19; Romanos 8:6-13 ; Fp 3:12); desta feita é suscitado uma guerra entre a carne e o espírito (Gl 5:17; Salmos 19:12-13; Salmos 51:1-5; Eclesiastes 7:20; Mateus 16:17, 23; Mateus 26:41; João 3:6; Romanos 7:18, 21-25; 1 Pe 2:11).

III) A perseverança nos trás a vitória e o aperfeiçoamento:

Muitas das vezes vemos em nós mesmos que a corrupção permanece por algum tempo (Rom 7:23); portanto temos uma injeção continua de força, da parte do Espírito de Cristo que faz a força regenerada vencer (Romanos 6:14; Romanos 5:20-21; Romanos 8:2; João 8:36; Romanos 11:6; 1 João 5;4; Ef 4:15-16); desta forma de luta em luta os santos crescem na graça (2 Pe 3:18; 2 Co 3:18); e assim aperfeiçoamos a nossa santidade no temor do Senhor Deus (2 Co 7: 1).

Conclusão:
Deus não criou o homem para ser profano em seus delitos e pecados e sim para ser santo em sua Santidade Divina.
Douglas Stemback
Enviado por Douglas Stemback em 24/11/2005
Reeditado em 25/11/2011
Código do texto: T75529
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Douglas Stemback). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Stemback
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
50 textos (30670 leituras)
2 e-livros (136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:49)
Douglas Stemback