CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto



 
 
“O CAVALO DE CABO DE VASSOURA”

(Hull de La Fuente)


 
Cavalo garboso
No quintal correndo
Forte e valoroso
O chão vai varrendo.
 
Cabo de vassoura
Cabeça não tem
Riqueza entesoura
Pra levar a Belém.
 
Me leva pro alto
De onde vem a luz
Num único salto
Me leve a Jesus.
 
Cavalinho forte
Vassoura não és mais
Me transporte ao Norte
Onde está a Paz.
 
Numa manjedoura
Está o menino
Uma crianças moura
É o Deus divino.
 
Sua mãe Maria
O padrasto José
Cantam com alegria
Um canto de fé.
 
 Animais e pastores
E os reis esdudiosos
Com presentes e flores
O olham radiosos.
 
Cabo de vassoura
Vejo tanta luz
Vem da manjedoura
Onde está Jesus.
 
Meu cavalo ousado
Vassoura não és não
Meu Jesus amado
Te fez um alazão.

***


 
 Estes versos eu fiz para meu irmão Mozart. Ele foi a primeira crianças que eu vi montado num cabo de vassoura, inteiramente feliz e inocente. Eramos ambos crianças. Ele  sonhava com um cavalo de verdade enquanto cavalgava aquele cabo de vassoura, no quintal de nossa casa.
 
Meu pai também era Mozart, hoje os dois Mozarts estão juntos de Deus. Feliz Natal junto a Jesus Cristo, meus amados.



Registro a participação bonita dos amigos queridos:



N.este natal vamos sonhar
A.creditar e fazer um mundo melhor
T.er alegria no coração e espalhar
A.mor, paz e solidadiedade
L.indo Natal, fraternidade
 
Teu poema é lindo, encantador e me remeteu ao tempo de criança. Lindas e inocentes brincadeira. Afff !!! hoje tudo é tão diferente. Desejo lindo natal pra minha querida Hull. Beijos .....
 
Fernanda Xerez
 
***


Hull de La Fuente
Enviado por Hull de La Fuente em 15/12/2009
Reeditado em 18/12/2009
Código do texto: T1979010
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Hull de La Fuente
Brasília - Distrito Federal - Brasil
2464 textos (341872 leituras)
2 e-livros (164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/14 22:57)