Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"MINHAS LEMBRANÇAS DO NATAL"

Poeta Cypriano Maribondo – cmgtpoeta@yahoo.com.br
Em 26 de novembro de 2012.

Mais um Natal está chegando
Cercado de doces lembranças.
Que guardo dos outros Natais.
Daqueles Natais felizes
Dos meus tempos de criança.
Que os anos não trazem mais.
Na minha saudade eu recordo.
Um Natal especial no Engenho do Vovô.
Em mil novecentos e cinquenta e oito
Quando fiz minha primeira comunhão.
E dos Natais na nossa casa em João Pessoa.
Onde todo ano início de dezembro.
Começavam as mudanças dos moveis na sala.
Para dar espaço ao PRESÉPIO
Que por meu PAI e por todos nós.
Era armado com muito carinho e respeito.
Colocava-se primeiro a GRUTA.
Feita por papai, com pedra e cimento.
Em volta dela começava a montagem.
Imagem por imagem, logo surgia.
No canto da nossa sala, se relembrava.
E se reproduzia aquele santo dia.
Que a BIBLIA nos ensina.
Mas o momento especial.
Era no dia vinte e quatro de dezembro.
Quando a Manjedoura com o MENINO JESUS.
Era colocada no PRESÉPIO.
No dia do NATAL do CRISTO, O DEUS MENINO.
A nossa casa renascia, por mais um Natal.
E quando chegava a SEMANA do NATAL
Papai limpava a maquina de abrir massa.
Comprava todos os ingredientes.
Mamãe cozinhava tudo com muito amor.
E com todos nós filhos em sua volta.
Mamãe fazia o seu doce de laranja.
Enquanto papai fazia os seus pasteis.
Que seriam deliciosamente apreciados.
Por todos que em nossa casa chegava.
Para conosco comemorar o NATAL.
Sim o vinho também integrava.
O cardápio deste dia especial.
As uvas passas e o QUEIJO DO REINO,
De maneira nenhuma faltava.
Mas todas estas delícias.
Só eram, por nós, apreciadas.
Após a leitura do Texto Bíblico
Que narra o nascimento de JESUS.
Ou outra oração, por ele, rezada.
Hoje, infelizmente, o NATAL.
Para a maioria dos homens.
Virou uma festa comercial.
Na maioria dos lares Já não se valoriza.
O NASCIMENTO DO DEUS MENINO.
“JESUS”. O dono da festa e de nossa devoção.
Nos shopping e lojas, já não existe PRESÉPIO.
Apenas a figura comercial do PAPAI NOEL
Inventado para fazer com que os pais
Gastem seu dinheiro com presentes.
Arvores de Natal, comidas e diversão.
Não se valoriza a doação e a caridade
Mas apenas o que se pode comprar.
Onde está à fé no JESUS MENINO?
Será que o mundo esqueceu?
Vamos aproveitar este Natal
Para fazer um exame de consciência.
Buscar dentro de cada um de nós
Aquela fé, que sei, nós temos.
Abraçar, perdoar, amar ao próximo.
Principalmente direcionar o nosso amor.
Ao nosso DEUS, às palavras de JESUS.
E usar o exemplo da Sagrada Família.
Para que nosso NATAL deixe de ser.
Apenas comercial, de jantares e pressentes.
Mas seja cheio de amor, doação e fé.
Com toda a família reunida.
Vamos nos dedicar a caridade e ao puro amor.
Preparando cada um de nós para um novo ano.
Com muitas realizações e bênçãos.
Certos que neste Natal nós cumprimos
A principal missão do cristão.
Que é: Evangelizar, fazer caridade.
E AMAR AO PRÓXIMO COMO A NÓS MESMOS.
Elevando o DEUS MENINO ao topo
De toda a nossa comemoração.
Com amor e bondade no coração.

Um FELIZ NATAL e um Grande ANO NOVO
Deseja a todos
Poeta Cypriano Maribondo.






Poeta Maribondo
Enviado por Poeta Maribondo em 26/11/2012
Reeditado em 27/11/2012
Código do texto: T4005787
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (peta maribondo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Maribondo
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 62 anos
283 textos (50744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/11/14 07:35)
Poeta Maribondo



Rádio Poética