Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Obrigado senhor pela tua infinita misericórdia e bondade

Achei que não tinha amigos,mas te encontrei e vi que tinha um.
Achei que estava sozinha,mas olhei e te vi do meu lado.
Pensei que o senhor tinha me abandonado,que caminhava sozinha
Por a estrada da vida,mas quando parei,te escutei
Segui tuas palavras,me arrependi e vi que ainda estava comigo.
Vi que mesmo em silencio ainda fazia a mesma jornada do meu lado.
Tantas vezes tive medo,mas o senhor me destes a coragem pra seguir adiante.
Tantas vezes tropecei nas pedras das decisões da vida
E o senhor me segurou pra que eu não caísse.
Limpou as pedras do meu caminho e eu pude seguir em frente.
Quantas vezes cai,ou fui derrubada pelas armadilhas do destino
Por acreditar nas palavras de estranhos,por me esquecer de te
E mesmo assim me perdoaste, me deu a tua mão senhor e me levantou
Tantas vezes fugi da tua presença,por medo ou por vergonha
E o senhor me buscou,me trouxe de volta e me mostrou que não precisava fugir.
Quantas vezes fui fraca,ingênua e o senhor me deu forças.
Quantas vezes sem saber o que fazer chorei e o senhor secou minhas lagrimas
Abriu os meus olhos,a minha mente e me mostrou o que tinha que ser feito
Quantas vezes, fiquei triste,deprimida,achando que a vida já não tinha sentido
Não tinha razão de existir,que tudo era ilusão,que pros problemas já não tinha solução
Mas o senhor me mostrou uma rosa e eu me alegrei.
O senhor me mostrou um sorriso de uma criança e eu vi a felicidade.
O senhor abriu o meu coração,destrancou as chaves que o prendia
E eu deixei o amor entrar,pude te adorar e percebi que os meus problemas
Já não eram meus,eram teus,pois o Senhor os resolvia por me.
Quantas vezes tive duvida da tua existência,mas o senhor soprou um vento
Suave e pude lembrar que também não vemos o vento,mas ele sempre esta lá.
Quantas vezes te procurei em lugares errado e não te achei
Só quando olhei dentro de me do meu coração vi que estava do meu lado
O tempo todo e eu não te deixei entrar,nem me acompanhar
Quantas vezes temi o impossível,me esquecendo que pra te não era nada.
Quantas vezes me devolveu a vida,a alegria a felicidade,
Livrou-me de coisas pra me impossível e eu nem ao menos te agradeci.
Entristece seu coração com o meu egoísmo,pressa,ou vaidade
Mas quando lembrei e falei obrigado o senhor voltou a sorrir pra me
Esqueceu dos meus atos e me deu a chance de recomeçar
Quantas vezes te pedi perdão e o senhor me perdoou
E eu na minha cegueira cometi os mesmo erros,mas quando
Me arrepende de novo o senhor me perdoou outra vez.
Quantas vezes deixei de te adorar,te cantar louvores
De te agradecer por todos os milagres que me destes
E o senhor bondosamente esperou ate que eu acordasse
Nos teu pés ajoelhasse e em oração te agradecesse.
O senhor me deu o milagre da vida e mesmo assim eu duvidei de te.
Me deste a beleza das rosas e mesmo assim duvidei do teu bom gosto.
Me deste o amor de pai,me deste a vida do teu filho e eu não soube Te reconhecer.
Me deste a chance de viver,de amar,de sofrer de ser feliz de escolher
Deste-me senhor a benção de me arrepender e de joelhos te adorar
E eternamente te agradecer...Obrigado por cuidar de me,por me mostrar o caminho
Obrigado senhor pela tua infinita misericórdia e bondade.
karla geane
Enviado por karla geane em 20/09/2007
Reeditado em 20/09/2007
Código do texto: T660771
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
karla geane
Extrema - Minas Gerais - Brasil, 37 anos
1110 textos (123596 leituras)
8 e-livros (1107 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:44)
karla geane