Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Primeiro Amor: único e eterno

Quando meus pés se cansarem de andar sobre os terrenos da vida, ainda sim pedirei a DEUS forças para que minha mente caminhe pela estrada da imaginação;

Quando meus olhos estiverem cansados demais para reconhecer a verdade do outro, ainda assim pedirei ao SENHOR que minhas verdades não machuquem a opinião alheia;

Quando dos meus olhos precipitarem lagrimas da manha, cantarei a ti ó PAI, para que ao nascer do sol meu sorriso emirja com ele;

Quando não mais houver em meu “eu” guerra,
Quando se acabar a malicia de minha natureza
Quando o dia não for mais escuro como a noite
Quando minhas palavras forem tão fortes quanto à chuva

Ainda assim me sentirei uma ilha, se não houver em mim TEU conforto espiritual, nem TUA mão guiadora;

Sem teu amor Paternal o mundo é caos e as trevas são águas bravas que carregam a felicidade do ser humano.

Preciso de ti
Como o peixe necessita da água;
Como a terra anseia por chuva;
Como o novilho espera o leite;
Pois do que adianta ter a mão se não tiver o comando do braço?
Do que vale ter chinelos se não a pés que o guiem?

Do que adianta ganhar o mundo inteiro e do reino não ser herdeiro?



guido campos
Enviado por guido campos em 17/10/2007
Código do texto: T698263
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
guido campos
Taubaté - São Paulo - Brasil
423 textos (44352 leituras)
1 e-livros (19 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 22:51)
guido campos