Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

              Oração Meditativa

 

As crianças.

 

Durante sua peregrinação pela Palestina, Jesus, inúmeras vezes, fez referência as crianças. Era difícil compreender a sua posição numa época em que a sociedade marginalizava as crianças da mesma forma com que marginalizava as mulheres, os pobres, os pagãos, os estrangeiros, os doentes. As crianças não tinham vez, não eram ouvidas e eram tratadas com desprezo pelos familiares que seguiam as tradições da comunidade. As tradições eram muito importantes e respeitadas.

Até mesmo os discípulos de Jesus, por diversas vezes, tentaram afastar as crianças de perto do Mestre quando alguém tentava dirigi-las para Jesus. E Ele, imediatamente, reprimia os seus seguidores e fazia questão de recebê-las com carinho, amor e mostrando que era delas o “Reino de Deus” ou o “Reino dos Céus” do qual Ele tanto falava. E poucos, muito poucos mesmo conseguiam compreender esta alusão a que Jesus se referia.

O que significava tudo aquilo quando Jesus dizia :

 

  • Deixai vir a mim as crianças, não as impeçais, pois o Reino de Deus é para os que são como elas. Quem não receber o Reino de Deus como uma criança não entrará nele.

 

Ou então, quando dizia :

 

  • Quem quiser ser o primeiro (no Reino de Deus), seja o último de todos e servo de todos. Quem acolhe em meu nome uma criança como esta, acolhe a mim mesmo e quem me acolhe, não é a mim que acolhe, mas Àquele que me enviou.

 

Jesus fazia questão de destacar e mostrar a importância das crianças. E chamava a atenção de todos para isto, sempre que podia, como na passagem acima.

Muita gente, até hoje, faz uma interpretação errada desta comparação de Jesus. Muitos entendem que o Reino de Deus pertence àqueles que se assemelham as crianças, porque estas são puras e inocentes. E não é isto. Se dependêssemos de ser puros e inocentes para entrar na casa do Pai, ninguém entraria.

Em primeiro lugar, é preciso compreender que o Reino é graça, isto é, um favor concedido por Deus. Nenhum de nós tem condições de entrar no Reino de Deus a não ser pela graça, pela mercê, pela compaixão do Pai, o Reino é recompensa. E o que as crianças tem a ver com isto ? Jesus demonstra que para entrar no Reino é preciso ser como uma criança, agir como uma criança, estar como uma criança.

Ao acolher o evangelho sem questionamentos, com confiança absoluta, com simplicidade, com obediência, com plena disposição e total gratidão, você estará em condições de receber a graça de Deus e a recompensa de entrar em Seu Reino.

 

Meditando : Leia Mt 19, 13 – 15 ; Mc 10, 13 – 16 ; Lc 18, 15 – 17 ; Mc 9, 36 – 37 ;

 

  • O que as crianças representam para você ?

  • O que é o Reino de Deus para você ?

  • A simplicidade domina o seu coração ?

  • Você é obediente às coisas de Deus ?

  • Você é grato a Deus ?

  • O que você traz em seu coração ?

  • Afinal, quem é você ?

 

 

 

 

 

Não pela ingenuidade, não pela imaturidade, não pela inocência e sim porque as crianças são receptivas e estão disponíveis, de coração aberto, para aprender tudo e, nesse caso, receber a boa nova. Quem acolhe com simplicidade e gratidão o Reino dos Céus, como uma criança, estará apto para a morada do Pai.

Leandro Cunha
Enviado por Leandro Cunha em 12/11/2007
Reeditado em 03/11/2009
Código do texto: T734005

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Leandro Cunha
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 68 anos
594 textos (106821 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 15:09)
Leandro Cunha

Site do Escritor