Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem me dera, Deus

Quem me dera,Altissímo, poder viajar através de teus olhos, ver as moradas e os céus que podem inifinitamente vislumbrar. Quem me dera, majestoso e inefável, poder eu, um mero mortal conhecer seus mistérios e sondar os mais profundos enigmas. Quem me dera, Senhor, permanecer eterno em teu abraço, sentir entusiasticamente seu explendor iluminar o meu Ser. Quem me dera Deus, estar dizendo a verdade, se logo penso, através destas linhas, que tú estas tão longe. Só um tolo como eu se sente distante, quando és dentro de mim que tú me consola, me anima e me envoca com tua voz silenciosa.
JOÃO MOLON NETO
Enviado por JOÃO MOLON NETO em 20/11/2007
Código do texto: T744834

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Molon Neto (Cavaleiro da Luz) /www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOÃO MOLON NETO
Franco da Rocha - São Paulo - Brasil, 35 anos
331 textos (17532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 10:43)
JOÃO MOLON NETO