Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recado Dado

Sentiram vontade de sair. Sair correndo em busca do vento a soprar-lhes o rosto. Sentirem aquele bafejo benfazejo da liberdade a envolver-lhes e a mantê-las vivas. Ah, sonhar... sonhar sempre e realizar mais... E o vento sopra e com ele, no bater das asas da borboleta, que sob o brilho e efeito do Sol, também a incendiar com seus feixes luminosos as idéias congeladas que outrora vibravam e não se acomodam num mero canto da sala.

É preciso acreditar sempre, sempre. É preciso viver e querer, mas muito, muito. Querer de verdade. Levar o seu próprio recado vital, o recado da vida, a mensagem, deixar a si próprio seguir adiante. Permitir-se atravessar portas até então não abertas ou entreabertas no percurso. Não se prender ao tempo, ao lugar, não se prender a paradigmas que, se rompidos, aos olhos de tantos somente enxergariam devaneio.

Antes de realizações ousadas tudo é loucura ou impossível, mas para aquele que crê e não se limita às concepções do seu tempo e meio em que vive, são vencíveis desafios a serem enfrentados com destemor. É preciso talento. É preciso vocação. É preciso ousadia. É preciso talento, vocação e ousadia!

Este não é um artigo, crônica, muito menos um ensaio com profundas reflexões sobre dados aspectos da vida. É um mero desabafo. Simplesmente um desaguar de fervilhantes idéias que necessitavam vir ao mundo. Talvez esta mensagem também sirva pra você, talvez não. O importante é que o recado está dado. Está dito. E ponto final.

Ctba/PR, 08.ABR.2005.
Danilo Andreato
Enviado por Danilo Andreato em 08/04/2005
Reeditado em 08/04/2005
Código do texto: T10407
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Danilo Andreato
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 38 anos
69 textos (7596 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:28)