Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não é correto sermos espelhos de nossa convivência

Não é correto sermos espelhos de nossa convivência, não queremos ser simples reflexo . Reconheço que isso é impossível ninguém tem suas próprias escolhas. Somos nossa época, a moda, nossas companhias e principalmente o oposto do que realmente somos. Pensamos e isso não nós torna capazes a nada. Não somos melhores ou piores, não podemos nos julgar pois o fato de sermos pensantes retarda nossa capacidade de expressar nossas verdadeiras opiniões. Ninguém é o que aparenta. As pessoas com as quais convivemos (nossa família) são as mais enganadas. Quando comparamos as personalidades com a família e com amigos, notamos que todos tem personalidades multiplicas. As comparações são maléficas, elas estimulam uma revolta interna, nos leva a pensar que devemos ser melhores que as pessoas comparadas, assim omitimos nossas personalidades e nossos desejos então passamos a viver pela busca da perfeição do não desejado. Vivemos um capitalismo na alma, queremos sempre mais e mais, estudamos e então quando alguém nos considera capacitados começamos a trabalhar, quando atingimos uma rotina depois da criação passamos a esperar a morte. Vivemos pensando num futuro próximo, e desejando muitas utopias. Criticamos, temos essa necessidade. Pensamos, pensamos... sobre tudo e todos. É difícil aceitar nossa ignorância nata, pois suplicamos respostas para nossos medos que  jamais serão atendidas.


Luciana Brites
Enviado por Luciana Brites em 04/02/2006
Código do texto: T107820
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciana Brites
Maringá - Paraná - Brasil, 27 anos
45 textos (1842 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:35)
Luciana Brites