Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem sentidos...

Como surgiu, esse instante tão maravilhoso...
Em que respiro sem medo de me cansar...
Em que te vejo... ao meu alcance, a me olhar...
Em que me sinto muito bem... e sem nada a falar...

Onde me engano... sem querer me enganar...
E o choro passa... como uma manhã ensolarada...
E a magia da vida me pega de surpresa...
E tudo não se confunde... cada qual no seu lugar...

Sem sentidos me levanto...
É lindo poder respirar por mais um dia...
E caminhar...
E sorrir,
E sonhar...
E até mesmo cair...
Pois posso me levantar...

Sem sentidos... me encosto num canto...
Observo... quieta...
As flores vagamente murcham...
O tempo vagamente passa...
O vento para... a chuva cai...
A noite vai...

Sem sentidos... o mundo gira...
E eu envelheço...
Crio uma familia... quanta felicidade...
Já me acostumei com a idade...

Sem sentidos... os vincos na face me marcam...
E meus herdeiros me abraçam...
E tudo fica mais fácil...
E cada vez mais bonito...
Pois sei...

Posso contar com meu coração...
Que me guia... que me salva... que me renova...

Mesmo que esteja... sem nexo... desprovido de magia...
Sem sentidos...
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 12/02/2006
Código do texto: T110919

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 27 anos
392 textos (25456 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 13:02)
Daiane Rodrigues