Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavras

Algumas coisas se tornam tão belas ao nosso olhar...
Passa o tempo, morrem alguns sonhos... nasce e talvez até renasça outros...
Esse mundo é tão estranho e ao mesmo tempo intrigante e mágico.
Marca-nos a alma com a esperança dos otimistas e nos surpreende com a coragem que temos que se iguala aos dos heróis da antigüidade. Somos e não somos fortes...
Chega a um ponto que destememos a morte e apreciamos seu significado. Há hora de sermos os loucos soltos dos hospícios inconscientes e os lúcidos filosóficos que tudo tentaram desvendar; loucos, porém lúcidos de suas próprias loucuras...
Hoje sou eu, amanhã sou mais eu ainda... e depois posso nem saber mais quem sou... é uma inconstância freqüente, uma busca incessante...
Somos seres tão imperfeitos constituindo essa perfeição... somos tão vagos, tão ...
Fecha-se a porta de momentos queridos e aprisionamos o que ficou do outro lado em nossas lembranças, caímos com nossas derrotas e levantamos com os nossos ganhos.
Não sei como a saudade pode consumir tanto uma pessoa, será a ausência a causadora de todo sofrimento?
Ausência de comida, ausência de amor, ausência de compreensão, ausência de alma e coração!
Hoje será somente palavras, palavras sem rimas, palavras sem falas... entorpecidas de angustia... palavras que se calam para não mais falar.
Magia
Enviado por Magia em 15/02/2006
Código do texto: T112205
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Magia
São Paulo - São Paulo - Brasil
41 textos (2151 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:08)
Magia