Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulher

Simples, disforme, boba, ingênua, pequena, entre outras coisas. Essas são as “qualidades” que uma menina – mulher – tem ao estar ainda criança. É incrível, totalmente impressionante a mudança. Uma mágica, um feitiço, algum tipo qualquer de magia dada pelos deuses que as fazem crescer. Quando crescem, conseguem fazer loucuras em mentes humanas masculinas. Conseguem tirar a concentração, a raiva, os problemas, tudo, tudo e mais, muito mais. Conseguem fazer surgir um sentimento inexplicável até hoje. O amor. Da maciez de sua pele, de seus cabelos, de seus olhos, aqueles profundos e devassos olhos. Tudo cresce junto ao corpo e alma. Criam-se as formas. Consegue-se o amadurecimento. Tornam-se mais compostas. A beleza é impenetrável, se envolvem em um mar de prazeres ou mais, um oceano de harmonia. Um conjunto de fatores que fazem a loucura ser normal para os amantes da lua, que no momento, só tem olhos para a imagem curvilínea da paixão que lhes completa. Nada mais importa, se não, somente e puramente consumir, possuir, ter o semblante daquela que um dia já foi pequena e ingênua enterrado ao teu. Viajar na imaginação e nos sonhos deitados no afeto conjunto. O ato se segue puro, quando o amor existe verdadeiramente, não importa que os Inccubus ou os Succubus nasçam. Somente importa que o amor, ali, foi concretizado, e que pra sempre terá existido.


“A mulher é a imagem imortalizada da beleza e do amor”.
Gustavo Gaspar
Enviado por Gustavo Gaspar em 01/03/2006
Código do texto: T117163
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Gaspar
Carangola - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
5 textos (278 leituras)
2 e-livros (1664 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:52)
Gustavo Gaspar