Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Busca Própria

Há momentos em que não precisamos tentar modificar, nem para a melhoria deste. Deixe como está, deixe a corrente fluir. A perfeição é divina, porém, isso não existe, viva o momento. A imensidão que nos completa é talvez a tal possível divindade, mas entenda, não como muitos, e até mesmo eu por crescer em meio a isso, pensa ser. Já parou para imaginar o quanto somos pequenos ao redor de tanto movimento? Estamos no meio de algo maior. Respiramos por algum motivo. De alguma forma nos foi dada esta dádiva. Mas não é por isso que devemos tentar entender. Pensar a respeito é certo que se faça, afinal, somos seres providos dessa opinião, todavia, apenas pense, reflita, converse consigo mesmo sobre o que é existir, mas não tente entender, é impossível. Para cada um essa pergunta tem uma resposta. Às vezes composta, e às vezes simples. Para mim, existir é uma forma simples de ver o que posso fazer neste mundo. Por exemplo, escrever e passar o que sinto através de palavras e de muito, mas muito sentimento alojado em um só corpo. Simples sim, mas, também, composto por filosofar o que na verdade pode ser isto tudo que temos. Não quero nunca entender o mundo e seu meio externo, mas quero pensar e opinar o que de fato é tal magnitude. Busco os porquês, para minha alma pelo menos desfrutar de uma forma a seguir em frente enquanto vivo.
Gustavo Gaspar
Enviado por Gustavo Gaspar em 01/03/2006
Reeditado em 01/03/2006
Código do texto: T117164
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Gaspar
Carangola - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
5 textos (278 leituras)
2 e-livros (1664 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 07:57)
Gustavo Gaspar