Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apostos

Pressinto a trovoada que se arma ao longe, além do horizonte, onde os meus olhos não podem avistar, mas próximo de onde o meu coração pode enxergar.
Sinto uma felicidade intrínseca neste padecimento atroz que se aproxima, pois sei que sempre depois da tempestade vem a bonança, e com ela, o acalento.
Desejo que este temporal venha com uma enxurrada de problemas a serem resolvidos, conflitos a serem solucionados, pois assim, alargará o meu aprendizado.
Vestirei-me com a farda dos guerreiros, e o meu escudo será  minhas palavras, a serem ditas nos momentos cruciais das decisões.
Que os meus inimigos vistam-se também de sua bravura, e armem-se de suas palavras, para que ao fim desta batalha, possamos todos ser vencedores.
E que, se os inimigos forem ocultos, resistentes à força dos meu dizeres e de minhas escritas, e a minha derrota for efetiva, eu possa ter dado sentido ao contexto da vida
Catia Schneider
Enviado por Catia Schneider em 10/03/2006
Código do texto: T121399
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Catia Schneider
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 38 anos
147 textos (33315 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:58)
Catia Schneider