Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Factos Emoção/Razão/Coração

Tenho pensado muito sobre a importância de mantermos um distanciamento saudável, seja das emoções e pensamentos, seja dos relacionamentos, tudo isso combinado com o lado profissional, pois este está incutido no nosso dia e também é factor determinante busca saudável do eu... Onde é importante avaliar o todo, em sua complexidade, e os factores edificantes e efêmeros dentro destes moldes, as emoções devem ser geridas, cada dia que passa, tenho tentando repetir incessantemente, que sou capaz de estar sempre bem disposta, vivaz, mesmo que fraqueje em algum momento, devo trabalhar isso todos os dias, incansavelmente, pensando e sonhando dentro das minhas possibilidades e realidade, por acaso esta semana, tive um dia a pensar, realmente, literalmente, sem metáforas, em um emarranhado de coisas, pessoas, aquelas que vem e que vão..., nos factores diversos como causas/consequência/acção, na mudança, na adaptação, no senso de responsabilidade, que até me fez um bocado de confusão, e que apesar dos meus amigos, poucos?!( os verdadeiros), da minha família, e de todos aqueles que considero queridos em um âmbito geral, concluí que encontro me inerte, mergulhada na mais intensa solidão, a solidão da alma, aquela que não deixa que nada, nem ninguém aproxime-se e portanto preciso deixar meu coração aberto, receptivo, para que nele possa novamente brotar, surgir um grande amor, uma avassaladora paixão, pois todos merecem... Inclusive eu...e assim buscaria o equilíbrio da dinâmica da vida e tuas cenas e nesta meditação, tenho comigo um factor relevante, um questionamento diário: para onde vou? Para onde quero ir? Ambos levam me para o mesmo caminho? O que busco? Quem busco?
E de repente pego me, novamente, sentada e pensar, quieta, como em um transe para analisando melhor o todo, o algo..., e meus pensamentos logo ganham volume e intensidade.
E mantenho consciente os momentos em que as emoções estão sob o efeito de uma lente de aumento, deixando em demasia o carácter emotivo, esta intensidade pode ser mais uma importante técnica de auto conhecimento, mas, em geral, o descontrole vem, derivado de uma variedade de causas, diante de emoções muito fortes, e acaba por provocar os pensamentos negativos, fazendo com que tudo que havia projectado viesse abaixo, caisse... São os chamados momentos de pico emocional, e a partir daí mudanças importantes podem ocorrer em nossa mente, pois com isto vem um desejo quase que abrupto, mas autêntico de livrar-se de toda intensidade deste sentimento o qual fazia parte desta incansável busca, não quero uma natureza transitória, quero a minha certeza auto-afirmada e auto-controlada, sem confundir a veracidade dos factos, simplesmente abrir  meu coração para um grande amor, pois inerentemente a profissão, apesar de stressante, uma fábrica de adrenalina contínua, preciso equilibrar a balança da emoção/coração, sem perder a razão...
 
   
 
Carolzita
Enviado por Carolzita em 11/04/2006
Código do texto: T137575

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Caroline Silva). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolzita
Portugal, 42 anos
453 textos (61652 leituras)
5 e-livros (749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:18)
Carolzita