Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Valores, afinidades, amores, fantasias...

     Tornou-se difícil acreditar em tudo que leio, depois de notar que muita coisa não me diz nada. Gerou um vazio, e nesse vazio pesado não cabe nada. As leituras que faço, têm que ter um teor de raridade. Mas leituras, a gente escolhe, aceita ou não, recebe-as ou não. Nesse sentido vejo que é possível definir o que quero ler. Mas, em se tratando de pessoas? Meu Deus como é diferente o caminho e, hoje encontrar uma pessoa que realmente seja séria, honesta em tudo. Eu digo em tudo, porque de acordo com a Filosofia entre o certo e o errado existe um espaço, chamado ato voluntário, que tanto pode ser o lado bom quanto o mal,e que pode exigir discernimento e reflexão antes de qualquer ação. Então, pensando nessa dualidade das coisas é que me vejo num mar de eloqüências e desvarios. Pois que para nós, seres humanos, satisfazer nossas necessidades, é antes de tudo fonte de satisfação. E aqui falo de muitas necessidades. Carência afetiva, sexo reprimido, frustração amorosa, familiar, profissional e etc. E isso não é insanidade. É uma reflexão pura do que tenho visto em conversas virtuais, onde desde o mais simples se faz poderoso, quanto a paixão que se desenrola de modo rápido e dominadora. Isto porque temos algo em nós chamado força de vontade. Mas, penso que a correria de hoje conduz a tais atos, na busca de uma alegria passageira, um amor virtual que possa corresponder e não comprometer, e ainda preencher o grande vazio existencial de cada um. Não condeno. Creio que disso também possa sair grandes amores... mas de resto... Quem sabe um dia o ser humano vai se achar em si mesmo e notar o grande vazio como algo que não deva ser preenchido. Pelo menos enquanto não definir-se como ser que sabe o que realmente lhe convém para ser "pleno". Vamos deixá-lo existir, apenas, na expectativa de algo muito bom e raro, e se algum dia, tal vazio for preenchido... Viva se for algo bom, se não for...
NENINHA ROCHA
Enviado por NENINHA ROCHA em 14/04/2006
Código do texto: T139148
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NENINHA ROCHA
Guarapuava - Paraná - Brasil, 56 anos
310 textos (10916 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:19)
NENINHA ROCHA