Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

C A N S A Ç O ...

   Me cansa o ar  , o lar ;   falar,
   me cansa o ir  , o vir , o ouvir,
   me cansa o sax , o sexo , o jazz.

   Me causa nojo a falta de arrojo,
   me causa nojo a falta de nojo.
   Me causa dor tanto horror,
   Me causa horror tanta dor.

   Me cansa a falsa amizade , a falsa loucura,
   a pseudomalandragem.
   Me cansa a gangue , o sangue , o mangue,
   o bangue-bangue.

   Me causa tédio a mídia , o vídeo, o assédio ;
   de ser chique , charmoso , elegante e torneado;
   de ter fama , manias e vícios;perversões ;
   de falar afetado bem alto , em palavrões,
   de ter mais , muito mais que demais,
   ser capaz de querer por querer sem saber
   o porque, nem por que...

   Pra que tanto se não temos sonhos ?
   Pra que tanto se não temos paixão ?
   Pra que tanto se não temos ilusão ?
   Pra que tanto se não temos tesão ?
   Pra que tanto se não temos razão ?]

    Desde o início a paixão ,
    em todo o meio a paixão ,
    no fim de tudo a paixão .
   
    Antes do ar ,do lar , do ler , do ser .
   


Eber Emanoel
Enviado por Eber Emanoel em 17/04/2006
Reeditado em 11/09/2008
Código do texto: T140740
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eber Emanoel
Ribeirão das Neves - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
212 textos (18543 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:32)
Eber Emanoel