Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No principio era a essência

O principio de tudo era sombrio, escuro, era as trevas e existia a primeira essência que produzia a luz infinita, capaz de iluminar as trevas, mas, ela só vinha se fosse ardentemente chamada, através de um ritual mágico; que acendia o verbo criador.
A primeira essência no homem tinha um nome era a alma abençoada por Deus, que lhe chamou de primeiro principio. Deus viu que o homem  necessitava de alguma coisa, que lhe era semelhante para que um dia ele pudesse retornar para casa paterna de onde ele tinha saído ou caído pelos seus erros ou por sua desobediência. O homem se sentiu abandonado quando caiu nas trevas e percebeu a falta que o Pai supremo lhe fazia, mas, Deus sentiu que o homem poderia se perder da sua própria essência, porque na queda ele veio se misturando ou revestindo outras roupagens. O homem quando caiu perdeu a sua primeira essência, porque, se misturou com outras que revestiu o homem limpo com a sujeira da materialidade. O homem perdeu o primeiro principio, aquele que tinha como fonte o desejo, onde a alma repousava e ao mesmo tempo se vivificava na fonte eterna..
A primeira essência era a presença de Deus ou pelos menos a sua semelhança, o seu sopro que lhe dava ao homem a limpeza da alma purificada.
Esta historia é verdadeira, porque, Deus jamais abandonou a sua criação; ele amparou com seu escudo a caída do homem e soprou em suas narinas a primeira essência, que o homem tinha perdido em sua queda. Só que a queda do homem na materialidade tirou a realidade natural do seu desejo desejado; que era a felicidade da eternidade. Enfim, o homem trocou a eternidade pela materialidade e seus bens de consumo. Hoje! Dificilmente ninguém quer viver para a eternidade ou renascer no paraíso, mas, para isso acontecer ele deve partir desse mundo e ninguém esta disposta a ir embora dessa vida preguiçosa.
Na verdade o homem se perdeu na sua vontade primeira, ele trocou a eternidade, por uma vida de ilusões materiais. No principio era a essência, a alma vivificadora, aquela que pertencia ao homem quando ele ainda era inocente em suas idéias. Quando ele começou a usar a sua imaginação para construir castelo de areia ou de desejo de ilusões, ele perdeu a sua primeira essência e ficou abandonado pela providencia. E passou sozinho pelos dez pecados originais e depois veio o arrependimento e ele clamou aos céus superiores e Deus, teve compaixão para com ele e lhe devolveu a primeira essência ,ou seja, a semelhança, a gota de água celestial, o verdadeiro principio. Deus nunca abandonou o homem, mas pela teimosia do homem Deus se afastou e o homem pode desejar o mundo das ilusões.
É que o homem sempre acreditou ser imortal, mas isso, o homem estava certo, porque, uma parte do homem é imortal, a essência primeira.Quando o homem através de sua vontade, do seu desejo perseverante busca essa primeira essência no silencio da natureza ela se torna real e vem através de um fogo que queima todos os pecados do homem. Ela, a essência quando percebe que o homem alcançou o desejo de ir embora ela, então floresce como uma semente dentro do homem e faz ele caminhar no túnel da vida; e perceber o que lhe falta para ser feliz de verdade.
Essa essência primeira é o espírito, o sopro de vida, que sai do homem quando ele adormece ou morre; essa essência primeira é aquela que assemelha com o espelho da Divindade, porque na verdade somos um reflexo da vida eterna.
Somos a essência primeira, mas também somos uma pequena raiz, que vem ao mundo plantar e depois colher, ou melhor, se misturar para transmitir as idéias perfeitas que provém da essência primeira.
A essência primeira vem de Deus, portanto é uma semente frutífera, uma matriz, que é capaz de gerar e multiplicar milhões ou bilhões de vidas em se falando de força ou energia estelar. É como se cada semente estelar fosse uma estrela no universo.
Eu descobri a essência primeira, porque, tive uma intimidade com Deus Pai ; e foi uma pequena explosão e perdi dois princípios divinos. Mas, mesmo assim fico feliz, porque, encontrei através do meu desejo desejado a força invisível.
Marck Sosza
Enviado por Marck Sosza em 09/05/2006
Código do texto: T153341
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marck Sosza
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 55 anos
149 textos (12330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 09:57)