Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Utopia

          Senhor, seria maravilhoso que toda esta utopia, esta luz de quimera, tornasse realidade palpável os sonhos de muitos.
          Os braços abertos são, às vezes, piores que os mutilados, impedindo a passagem do meu irmão que clama.
          Meus olhos perfeitos são, muitas vezes, cegos de egoísmo e indiferença.O que importa é a luz interior que todos carregam consigo.
          Mãos que mendigam, graças às minhas que nunca estiveram estendidas, para  o auxílo ao próximo.
          Amar é melhor do que ser amado, sorrir mesmo que meu sorriso custe sangue e lágrimas.
          Viver... a vida não é ruim e nem boa, está o fascínio da vida no modo como a levamos, se bem ou mal depende de nós.
          Sonhar mesmo que para isto, eu esteja, com as mãos amarradas, os pulsos cortados, a boca amordaçada, eu vôo, sou livre, penso.
          O ódio é o primo mau do amor, e o choro, filho bastardo da união incestuosa da felicidade e o desprezo.
          Peço pouco, Senhor, e agradeço muito.
          Agora, cá entre nós, isto é maravilhoso?
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Enviado por JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES em 12/05/2006
Código do texto: T155015
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Eldorado do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 54 anos
216 textos (80435 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:03)
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES