Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nao há mentira na minha palavra

                                                       Não há mentira na minha palavra.
Pois todos sabem da minha pura inocência, referente aos meus ideais de retidão  que a minha alma clama desesperadamente. Fico feliz. Quando estou conversando com um outro ser que também tem esse mesmo desejo de alçar vôos profundos do mundo interior; onde podemos descobrir as verdades ocultas em nós mesmos.
A minha palavra é como a seiva de uma árvore frondosa, onde suas raízes se alimentam de toda ciência hermética capaz de suprir o seu desejo vislumbrado pela  beleza suprema do ocultismo que se encontra ainda desconhecido pelo povo mais simples.
Gostaria muito que o povo, principalmente os mais pobres tivesse a oportunidade de conhecer a filosofia verdadeira, enfim, o ocultismo revelado, mas, sei que não se pode dar de mão beijada todo conhecimento do ocultismo. Sinto a felicidade e o prazer meu querido leitor, de dizer essas pequenas palavras que o ocultismo guarda no silencio da natureza. No ocultismo a ferramenta ou a linguagem é o simbolismo, é o simbolismo que guarda toda tradição ou os mistérios de milhares de anos que são passados de boca a ouvidos.
Na verdade fico meio triste, porque, não se podem vulgarizar os conhecimentos recebidos dentro da ordem, mas sempre podemos dar pistas de como encontrar os caminhos que nos leva a uma partida de xadrez.A alta sociedade e os políticos nos transformaram em piões a peça do xadrez mais vulnerável referente o jogo da vida. Porque no jogo do xadrez temos o cavalo que possui um poder todo especial; temos também o bispo que possui o seu mistério tenebroso e possui as torres que possui o livre arbítrio de ir e vir no tabuleiro da vida. E temos a rainha e o rei, que são soberanos e que representam a sociedade soberba.
Mas, jogando xadrez eu descobri que o pião também pode dar cheque mate no rei.
Mas, para isso acontecer o pião deve ser corajoso inteligente e ter uma vivencia ou uma sabedoria universal ; onde ele possa jogar de igual com aqueles que possui o poder nas mãos. A vida real não difere muito de uma partida de xadrez, somente que no xadrez, você pode no final da partida remontar as peças e começar de novo outra partida, e na vida real o jogo é fatal não se pode dar o luxo de errar, porque se pode pagar bem profundo, nas entranhas do ser. O jogo de xadrez nos mostra como podemos tirar proveito de suas lições primordiais em relação com a v ida vivida a todo segundo. Podemos lembrar que a vida é um jogo, onde você tem amigos e inimigos de um modo geral. Mas, somente ficará sabendo disso se souber jogar bem jogado o xadrez, o jogo da vida.
Eu arriscaria dizer que é fundamental para você ter uma intimidade com Deus, se você souber jogar esse jogo dos deuses.É porque ele ativa a célula principal que ativa toda inteligência da consciência celestial, enfim, ativa a parte da consciência que esta ligada com alma; e depois é só aguardar a transmutação do grotesco para o sublime, ou seja, do impuro para a purificação total do ser humano.
Marck Sosza
Enviado por Marck Sosza em 24/05/2006
Código do texto: T162241
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marck Sosza
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 55 anos
149 textos (12328 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 13:08)