Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Verbo, Versos e Ousadias

Não importa os caminhos perdidos
As ruas vazias que andei
As lágrimas que derramei
Nas cartas e textos que escrevi
Sumi de mim
De você, do mundo.
Não sei mais por onde meu coração anda
E se essa distância o tempo vai resolver?
Não sei... mas...
Nas métricas e temas do meu peito
No violão que não aprendi a tocar
Nas palavras que eu disse e você não quis escutar
Estão as vibrações do meu coração
Na paixão que meus olhos se lançaram
Na boca que profere o verbo
Nas mãos que escrevem os versos
A cabeça que pensa... Pensa... pensa
Em você
Busquei você
Corpo tremia
Que sem saciar
Eu pedia
Pra acalmar
E agora volto
E me reencontro
Num recomeço de um fim amargo
Pelo doce fel da paixão
Quero ver o amor viver
Quero ver você me fazer viver
Não adianta fugir
Dessa imensa paixão que teima em me seguir
E quer ficar
Aqui e não noutro lugar
E nas chuvas que teimo em gostar
Em cada gota posso provar
A ousadia de te amar.
Priscilia Nascimento
Enviado por Priscilia Nascimento em 29/05/2006
Reeditado em 29/05/2006
Código do texto: T165359
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscilia Nascimento
Recife - Pernambuco - Brasil, 35 anos
222 textos (24431 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:43)
Priscilia Nascimento