Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A LUZ E AS TREVAS NA VIDA DE UM INICIADO

  CIADO.
No principio era o verbo e o verbo estava com Deus. O iniciado busca a todo o momento vivenciar e transmutar as suas palavras, acreditando que possam algum dia se transformar em um verbo de criação. Assim como foi Deus e sempre será.
A luz na vida de um iniciado é néctar das flores, onde pousa os beija –flores e se alimentam desse néctar dos deuses. Quando o iniciado esta repleta ou preenchido pela sublime luz, ele se expande, é adocicado e livre como os pássaros. Ele, o iniciado fica internamente preenchido com o dom da vida, ele praticamente nesse momento ele sente verdadeiramente filho de Deus, sem duvida nenhuma. Justamente, porque, quando a luz esta no iniciado ele vive uma eterna purificação, o seu coração sente uma harmonia serena que preenche todo o ser. O amor do iniciado fica refinado ou adocicado, ele é como mel das abelhas rainhas que possui o melhor mel da colméia. O amor é como às águas de um pequeno riacho que chega ate se espantar pela transparência da água é como se fosse um espelho de tão cristalina que é esta água do riacho. O amor iluminado pela luz primordial é a beleza suprema que sintetiza em um botão de rosa que num instante desabrocha e se transforma numa linda rosa e expande o frescor do perfume que o vento faz a caridade de  levar aos quatro cantos da natureza. A luz no amor é lindo, maravilhoso e ofuscante em sua beleza sutil que embebeda com seu perfume a nossa alma.
A natureza reflete a luz mágica, como ela é, tu és, majestosa e sua cor são nobres, assim como os   raios do sol, que deslumbra entre as arvores.
. O iniciado permanece na luz, por alguns momentos e esses momentos parecem serem eternos. Já quando ele se encontra nas trevas sua alma se entristece e fica a mercê da perda de princípios que ele possui.
A treva é o fundo do abismo e a alma sente mais que o próprio corpo, isso é uma grande verdade, que ainda não foi dita por nenhum sábio.
Na verdade, o iniciado enfrenta no seu caminho as trevas e a luz , que se alterna uma pela outra, causando-lhe sobressalto em vossa vida cotidiana.
Noto que a luz esta para as trevas, assim como, o sol esta para a lua.
Mas, o iniciado sabendo disso resolve contrariar ou lutar contra o momento em que fica nas trevas, quando ele adquire esse conhecimento, ele se protege, trabalhando na fé na obra de Deus. Quando eu cito que ele esta nas trevas é  quando ele esta passando por um distúrbio e se desequilibra, portanto, ele sai da razão que é a própria luz.
Quando o iniciado esta desequilibrada ele fica angustiado, parece que nada vai dar certo e a sua fé cai, a sua alma fica atormentada e muitas das vezes é nesse momento que as doenças aparecem. Quando o iniciado esta na luz tudo é primavera, a felicidade se expande e a alma fica florida e exala um belo perfume dos deuses.
A treva, na vida do iniciado é quando ele perde a razão e comete loucuras, mas ele mesmo não sabe que cometeu um pecado, ele somente descobrira ao passar do tempo; quando ele descobre que pisou na bola ele se introspectiva e busca desvendar o mistério que o envolveu.e com a ajuda d, porque, ele possui uma bagagem de conhecimento real que é analisado e aproveitado por sua razão esclarecida.
A alma do iniciado, já esta calejada de tantas provações e o mais importante disso é que ele sabe aproveitar de uma maneira sutil e pratica, porque, exatamente ele trabalha na teoria, mas, colocando na pratica o que ele aprende no seu dia a dia.
Quando o iniciado descobre que ele esta vivendo um momento único, um momento especial dentro da iniciação ele fica sereno e tudo pra ele soa como uma beleza suprema.
Mas, quando o iniciado vive momentos de, turbulência ,ele se desequilibra, mas a sua confiança em seu caminhar que ele com a serenidade de um iniciado ele sempre procura tirar proveito das lições que a natureza divina nos cobra, de vez em quando.
Esse de vez em quando é porque a fatalidade é o inferno astral que persegue o iniciado em sua caminhada para dar-lhe uma rasteira e mostrar ao iniciado que não é bem assim como sonhamos os nossos caminhos
Em verdade, o iniciado que esta preenchida com a luz, sempre tem uma razão iluminada, que o ajuda em seu nascimento para uma vida nova.
. É verdade que a luz, amadurece, a alma do iniciado e torna ele sereno.
Portanto, o iniciado é levado por um astral sutil e muito belo, capaz de transforma-lo num homem de desejo.
O iniciado reconhece a beleza celestial, e seus olhos brilham como diamantes, na escuridão.
Os espíritos elevados que veja a beleza do iniciado procuram, andar sempre com ele e ajuda-lo em seu papel, nesta vida.
As trevas, somente, são iluminadas quando o iniciado que possui a beleza celestial, faz a ligação direta com o Pai supremo.
O iniciado é um homem, que sabe, das suas fraquezas e de seus princípios ou virtudes.
Sabendo de suas fraquezas, ele pondera e caminha pela inteligência, que iluminou com o seu trabalho; devido a sua perseverança no seu desejo ardente.
O homem que possui a iniciação, tem um tesouro de diamantes,  que ilumina qualquer caminho.
O leigo não labuta, nem busca, não trabalha com perseverança, enfim, a ignorância faz morada neste espírito preguiçoso.
A luz primordial escolhe a alma através do sol, que a ilumina.
O leigo, estranha a pessoa do iniciado, pois, o iniciado possui uma beleza serena.
A serenidade é uma ferramenta que o iniciado, conquista pelo mérito de ser perseverante em seu objetivo fecundo.
A luz primordial acende a alma do iniciado, elevando aos céus superiores.
O encontro do homem com a iniciação, é uma beleza extraordinária, e inteligente do ponto de vista da evolução espiritual.
Esse encontro é realizado, de maneira silenciosa, assim como o silencio da natureza; é uma grande festa entre os mestres superiores.
È  um namoro vivificado pelos pequenos diamantes, que vão se lapidando conforme o sentimento vai aumentando.
Esse sentimento sutil e nobre vem se juntar a alma que esta sedenta, pela água que mata a sede.
O iniciado de verdade, aquele que é fecundo com a luz, pressenti quando vai passar pelas trevas; toma cuidado, mas não é suficiente, porque é necessário sentir provação.
A luz é penetrante no iniciado, é  quando os seus sentidos são aflorados e ele é avisado por meio de sonhos proféticos ou por pressentimentos.
A trevas é o meio pelo qual o iniciado, faz a sua transmutação, isto é, através do sofrimento ele acaba aprendendo ou amadurecendo.e Deus ele acaba descobrindo o fator que desencadeou a nuvem negra que se firmava em cima de sua cabeça .
Muitos afirmam, que é o inferno astral que o iniciado de tempo a tempo precisa passar por essas trevas, porque, são provações em direção ao caminho da luz.
E dessas passagens o iniciado tira proveito, pois fica com os olhos bem abertos para aproveitar e descobrir os mistérios da vida.
O iniciado tira proveito
Marck Sosza
Enviado por Marck Sosza em 03/06/2006
Código do texto: T168903
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marck Sosza
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 55 anos
149 textos (12325 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:34)