Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Existencialismo


Acontece-me, às vezes, uma situação interessante... Algo (ou provavelmente alguém) me diz que apesar de todo o meu esforço, eu não sou nada, sou pó, sou menor que um grão de areia. Repreende-me que, apesar de todos os méritos que possuo e que ainda possuirei, eu não passarei de um zero à esquerda. Aponta-me o chão, a areia e as pedras e diz-me, com uma voz firme e impiedosa: - Você ainda vale menos do que essas coisas!!!

Não sei, caros leitores, se essa é a voz da minha consciência ou se é de fato um anjo que me fala ao ouvido, mas agradeço a Deus por ela existir. Pois é justamente por causa dela que não perco a minha humildade, mostra-me que sou feito de carne e ossos e exposto a tudo, assim como os outros. Mostra-me que talento, diplomas, ovações, lançamentos de livros, e tudo que for bem material dissolve-se inevitavelmente. Portanto, sei que devemos fazer o bem aos outros, promover boas obras a fim de que, quando deixarmos esse corpo frágil e transitório, algo de nós permaneça sobre a face da Terra: e somente o Amor permanece.

Quisera eu que todos tivessem essa voz aos seus ouvidos...
   
Fábio Pacheco
Enviado por Fábio Pacheco em 07/06/2006
Reeditado em 14/07/2006
Código do texto: T171025
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Pacheco
Recife - Pernambuco - Brasil
1095 textos (55944 leituras)
10 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:52)
Fábio Pacheco